TRIATLETA RORAIMENSE
Roraimense Igo Brasil completa a prova de Triatlo no IRONMAN de Mar Del Plata
Igo concluiu a prova em 13h04min depois de percorrer aproximadamente 236 quilômetros divididos em 3,8 km na natação, 190 km pedalando e 42,1 km de maratona
Por Ribamar Rocha
Em 06/12/2017 às 00:15
Triatleta Igo Brasil comemora conquista com a bandeira de Roraima (Foto: Divulgação)

O triatleta roraimense Igo Brasil, superintendente da Polícia Rodoviária Federal em Roraima, se superou ao completar a prova de Triatlo no IRONMAN de Mar Del Plata, competição que aconteceu no final de semana em Mar Del Plata, na Argentina. 

“Essa é a maior e mais desafiadora prova de Triatlo do mundo”, disse Igo por telefone, depois de percorrer uma distância de aproximadamente 236 quilômetros divididos em 3,8 km na natação no mar, mais 190 km pedalando numa estrada cheia de subidas e encerrando com 42,1 km numa maratona. Igo concluiu a prova em 13h04min.

“Dedico essa vitória a minha amada e guerreira avó Raimunda Oliveira Gomes que faleceu quando estava viajando para a Argentina e não pude estar no velório e ela, como sempre foi minha inspiração, me motivou a ir até o final dessa prova. Às vezes quando o cansaço batia, achava que não iria concluir a prova, mas lembrava de seus ensinamentos e dizia a mim mesmo que não iria parar sem tentar dar mais um passo”, disse emocionado. “Foi uma festa muito linda dedicada à saúde e ao esporte”, afirmou.

Essa foi a primeira vez que Igo Brasil participou da competição que este ano contou com mais de 1.200 atletas de 37 países. O atleta falou das dificuldades de chegar ao final da prova. “A maior dificuldade é a corrida, pois o corpo já está muito cansado das outras modalidades. Entretanto o controle emocional é fundamental, pois em vários momentos o cansaço e as dores chegam”, disse. “Essa prova teve um grau diferenciado de dificuldade por conta do vento. Mas os treinos que fizemos em Roraima me ajudaram muito, pois nessa época do ano também venta muito em Roraima, portanto os treinos em Boa Vista foram muito importantes tanto para meu condicionamento físico quanto psicológico”.

O triatleta disse que houve uma preparação específica nos últimos seis meses antes da prova e cita que já havia competido em outras maratonas (42,1km). “A corrida foi meu esporte predileto de infância e na adolescência foi a natação”, disse. “A dificuldade maior foi conciliar os treinos longos com o trabalho. Houve dias em que tinha que acordar às 4h da manhã para pedalar, depois ir trabalhar às 8h, e a noite, após o expediente, praticava a natação.

Os treinos exigem muita disciplina e apoio da família e dos amigos. Certamente sem esses apoios seria impossível treinar para essa prova”, disse.

“Agradeço a Deus por ter me dado saúde e a oportunidade de estar nessa competição, ao meu treinador Paulinho da Sprint Assessoria, a minha família, Miriane Menegaz, os atletas de Triatlo de Roraima, que apesar de ser um grupo pequeno, mas tem muito potencial, aos atletas de ciclismo que me acompanharam nos treinos e meus amigos, pois sem eles não teria alcançado o objetivo de disputar esse evento que coroa a escolha das pessoas que optam por levar uma vida saudável tendo o esporte como base”, finalizou.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!