INAUGURADO ASFALTO BR-210
Região sul pode se desenvolver mais
Gostei (2) Não gostei (0)
A governadora Suely Campos inaugurou sábado, o asfaltamento de 65 km da BR-210 do 500 a Baliza
Por Folha Web
Em 05/03/2018 às 01:10
A estrada é fundamental ao desenvolvimento agropecuário de três municípios ao Sul do Estado (Fotos: Secom-RR)

Com colaboração
G. COSTA e L. FREITAS

"Agora, ficou para trás o desconforto, a agonia, o sofrimento. Quantas vidas e produções perdidas, por causa da precariedade da estrada". A declaração, da governadora Suely Campos marcou a inauguração nesse sábado (03/03), do asfaltamento de 65 Km da BR-210, entre Novo Paraíso (Caracaraí), e sede do Município de São João da Baliza.

O evento iniciou com uma carreata, ao longo do percurso. Carros e motos seguiram até São João da Baliza, onde foi descerrada a placa de entrega da pavimentação. Em pronunciamento, a governadora Suely Campos lembrou que a primeira pavimentação asfáltica da BR-210 ocorreu na primeira gestão do ex-governador Neudo Campos. De lá para cá, não houve manutenção e, no inverno a estrada se transformava em atoleiro e buracos, prejudicando o tráfego e a vida de moradores e produtores da região.

"É uma honra inaugurar essa estrada. Esses momentos revitalizam nossas energias para continuar adiante. Isso é o que nos move. Este celeiro que é o Sul do Estado, com municípios produtores de castanha, banana, dendê, entre outros produtos, não deixaríamos que uma estrada ruída atrapalhasse o crescimento dessa região”, disse.

Lisiene Alves é professora. Filha de um dos pioneiros de São João – o senhor Sales, ela lembrou que o pai lutou pelo asfaltamento da rodovia, mas faleceu há cinco meses, sem ver o sonho totalmente realizado.

"Meu pai foi um dos pioneiros aqui da região e sonhou com a realização dessa obra. Em nome dele, agradeço à governadora Suely pelo empenho, dedicação e coragem de concluir essa obra, que não era um sonho dele, mas de todos nós. Do sofrimento em fazer esse percurso, agora é um passeio trafegar pela BR-210", disse emocionada.

PARCERIA – Executada pelo Governo do Estado, por meio de convênio com o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), na pavimentação da BR-210 foram investidos mais de R$ 84 milhões.

O secretário nacional de Infraestrutura do Ministério dos Transportes, Luciano Castro, destacou que, mesmo sendo de outra corrente política, sempre teve bom relacionamento com a governadora e isso foi importante para concretização do asfaltamento.

"Essa obra começou há oito anos. Houve um problema no projeto e tivemos que rescindir o contrato com a empresa, refazer o projeto e licitar de novo. Em nenhum momento a governadora Suely Campos se furtou em buscar o Ministério dos Transportes para solucionar as questões e fazer a obra acontecer”, destacou.

Ainda em parceria com o DNIT, o governo vai restaurar a rotatória do Km 500 (Novo Paraíso), com serviços de drenagem, sinalização e pavimentação. Serão recuperadas as áreas urbanas da BR-210 em São Luiz e São João da Baliza, com a construção de vias marginais, ciclovias e iluminação. Também, a substituição das pontes de madeira por concreto em toda a extensão da rodovia, de Novo Paraíso a Caroebe.

Caminhos da produção

Na região do Sul, é expressiva a produção agrícola nos Municípios de São Luiz, São João da Baliza e Caroebe, por onde passa BR-210. Destaca-se a produção de banana abastecendo o mercado local e outra parte exportada para o Amazonas. Outro produto promissor é o cacau, que ganha mais espaço juntamente com plantios de laranja e limão.

A região também responde por boa parte da produção de mandioca, açaí e castanha do Brasil, além do dendê, que começou a ser plantado em grande escala e atrai empresas de beneficiamento para a região. Uma usina está sendo construída em meio ao plantio da oleaginosa às margens da BR-210. Nos três municípios são significativos os rebanhos de gado leiteiro e para corte.

"A pavimentação da rodovia vai trazer um alívio para os produtores, que agora podem escoar suas safras com facilidade, barateando os custos. Antes, como a rodovia era intrafegável, isso encarecia o frete e dificultava o escoamento dos produtos para Boa Vista e Manaus, os dois principais consumidores da produção desses municípios", disse o secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gilzimar Barbosa.

O secretário estadual de Educação e Desporto, José Gomes, lembrou que a pavimentação beneficia também a educação, pois melhora significativamente a qualidade do transporte escolar.

"A partir de agora, os mais de 10 mil alunos da região terão mais facilidade de acesso e segurança para chegar à escola. Isso dá tranquilidade aos pais e aos estudantes, que ficarão mais motivados a frequentar as aulas", afirmou.

Também de família pioneira da região, o deputado Mecias de Jesus lembrou que há 20 anos, estava presente à inauguração do primeiro asfaltamento da estrada, pelo ex-governador Neudo Campos.

“A estrada se acabou e precisou esperar 20 anos para que um novo Campos a refizesse. Este é um momento memorável. Hoje, estamos aqui para comemorar esse grande dia, essa festa que é de todos! Mesmo com todas as dificuldades, a governadora Suely Campos está honrando a sua palavra: inaugurar o asfalto de Novo Paraíso até São João da Baliza”, pontuou.

Produção em números

O Município de Caroebe tem três mil agricultores familiares. Mil trabalham diretamente na plantação de banana, que tem hoje 78 hectares irrigados e produção de 2.184 toneladas e 4.200 hectares de área não irrigada, que rende 50.400 toneladas.

Na pecuária são 62.610 cabeças de gado. O município também desponta na produção de farinha, castanha do Pará, açaí, cupuaçu, criação de peixes e ovinos, porém em menor escala.

Baliza tem 550 agricultores familiares e área de mais de 600 hectares de plantação de banana e 10 hectares de citros (laranja e limão). Produz ainda feijão, abóbora, macaxeira e mandioca.

Por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), 54 produtores do município receberam no ano passado R$ 351 mil pelo excedente da produção, o que representou R$ 6,5 mil por cada pessoa.

São Luiz tem atualmente 800 produtores da agricultura familiar e se destaca na produção de farinha, melancia, limão, laranja, cupuaçu e macaxeira. Ano passado, os 34 produtores cadastrados no PAA receberam R$ 221 mil.

MÁQUINAS – Para fomentar a produção, o Governo do Estado entregou recentemente a agricultores familiares dos três municípios, oito tratores 4x4, de potência 30 cavalos e quatro tratores 4x4 com potência 14,7 cavalos.

Foram entregues ainda duas enxadas rotativas, dez carretas agrícolas, três arados de dois discos e dois sulcadores. Fruto de emenda parlamentar do deputado federal Johnatan de Jesus (PRB), o investimento superou a R$ 1,2 milhão, com contrapartida do governo estadual de R$ 12.583,33.

CRÉDITO – Nos últimos três anos, projetos elaborados com apoio técnico das Casas do Produtor Rural, para o desenvolvimento de atividades agrícolas, acessaram R$ 18 milhões em crédito junto aos bancos. O valor representa 72% dos recursos contraídos por meio de financiamento nos 10 anos anteriores.

A Desenvolve-RR aplicou mais de R$ 261 mil nos três municípios, por meio do Banco do Povo e a linha de Crédito Rural, atendendo a 28 empreendedores. Entre 2015 e 2018 foram liberados R$ 86 mil para 16 produtores da região e no ano passado, R$ 175 mil para 12 agricultores familiares.

Nos últimos três anos, o governo investiu mais de R$ 200 milhões nos Municípios de São Luiz, São João da Baliza e Caroebe, com obras de infraestrutura, aquisição de máquinas, reformas de unidades mistas de saúde, hospital e escolas.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!