QUALIDADE DA ÁGUA
Processo de tratamento da Caerr segue padrões do Ministério da Saúde
Gostei (5) Não gostei (2)
O controle de qualidade da água fornecida para a população é supervisionado pelo Ministério da Saúde e pelas Vigilâncias Sanitárias do Estado e do Município
Por Folha Web
Em 03/01/2018 às 14:00
Além dos testes feitos diariamente nos laboratórios próprios, o NCQ (Núcleo do Controle de Qualidade) da Caerr realiza ainda a inspeção mensal (Foto: Divulgação)

Em Roraima, a água distribuída pela Caerr (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) tem um pH (potencial hidrogeniônico) que varia entre 7,0 e 7,2, ideal para o consumo humano e dentro do que preconiza o Ministério da Saúde.

Por dia são feitas 24 análises na água distribuída pela Companhia, o que significa que de hora em hora, bioquímicos, químicos e biólogos realizam testes na água em diversos pontos de Boa Vista.

No interior, o processo de análise e tratamento da água é o mesmo. Os municípios de São Luíz, São João do Baliza, Caroebe, Alto Alegre, Mucajaí, Caracaraí e Normandia, Rorainópolis, Pacaraima e Cantá já possuem laboratórios equipados e preparados para o procedimento padrão das análises.

Além dos testes feitos diariamente nos laboratórios próprios, o NCQ (Núcleo do Controle de Qualidade) da Caerr realiza ainda a inspeção mensal do trabalho executado nos municípios e os relatórios são encaminhados aos órgãos de fiscalização que atuam na área.

“O controle de qualidade começa antes mesmo da estação de tratamento, pois por toda parte, técnicos e profissionais estão sempre estudando, acompanhando e fiscalizando as condições das fontes de captação. Nosso trabalho é sério e garante a qualidade de nossa água”, garantiu a química industrial e chefe do NCQ, Maria da Conceição Carvalho Rocha.

PASSO A PASSO

1. Captação: É constituída pelo conjunto de bombas e motores, que possibilitam a retirada de água do rio Branco para o tratamento.


2. Coagulação: Consiste na adição e dispersão do sulfato de alumínio na água para a sua floculação, o qual é adicionado no ponto de maior agitação.


3. Floculação: É o agrupamento (união) dos coágulos, formando os flocos, a qual se realiza nos floculadores.


4. Decantação: É o processo no qual ocorre a deposição (precipitação) em suspensão, pela ação da gravidade realizada nos decantadores.


5. Filtração: A água decantada é encaminhada às unidades filtrantes onde é efetuado o processo de filtração.

 

6. Correção de pH: Dá-se com adição na água filtrada de uma solução de leite de cal, hidróxido de cálcio, afim de torná-la neutra (pH=7) evitando sua corrosividade.

 

7. Cloração e Fluoretação: Nesta etapa final do tratamento da água, adiciona-se cloro para a sua desinfecção, (eliminação de bactérias patogênicas). Na fluoretação adiciona-se composto de flúor na água, o qual é benéfico para a prevenção da cárie dentária.
Após todas essas etapas de tratamento a água é armazenada em reservatórios apoiados e depois enviada através de bombas para os reservatórios elevados e por gravidade a água é distribuída aos usuários.


A Caerr oferece alguns canais de comunicação para que o cliente solicite os serviços ou até mesmo denúncias e reclamações pelo número 0800.280.9520, das 7h às 18h, de segunda a sexta-feira. Aos sábados, domingos e feriados o atendimento é de 8h às 18h. Além disso, há o aplicativo Caerr Mobile (disponível para Android) ou por meio do portal da Companhia, www.caer.com.br.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!