BICHECTOMIA
Procedimento é indicado para quem morde as bochechas com frequência
O procedimento de retirada consiste em uma cirurgia de aproximadamente 30 min com anestesia local
Por Raisa Carvalho
Em 29/01/2018 às 00:02
O cirurgião dentista Mauro Raposo explica como funciona o procedimento (Foto Arquivo Folha)

A bichectomia trata-se de uma cirurgia no corpo adiposo da bochecha, a bola de Bichat. Esse procedimento é indicado para pessoas que mordem as bochechas com frequência e que desejam diminuir as bochechas, realçando as “maçãs” do rosto. Além de definir a mandíbula e afinando o rosto, o procedimento também é funcional.

O cirurgião dentista Mauro Raposo explica que o procedimento deve ser feito por um profissional habilitado que possui especialidade ou aperfeiçoamento para esse tipo de cirurgia.

“A bichectomia é um procedimento cirúrgico que ficou popular entre as celebridades que querem deixar o rosto mais fininho, o método consiste na remoção de duas bolsas de gordura, uma de cada lado da face denominadas como: Bola de Bichat, daí o significado de bichectomia”, explica o especialista.

Segundo ele, a cirurgia é simples e pode durar cerca de 40 minutos até 1 hora. “Essas bolsas geralmente não desaparecem através de exercícios físicos e quando indicado são removidas cirurgicamente. O procedimento de retirada consiste em uma cirurgia de aproximadamente 30 min com anestesia local. É feita uma incisão interna de aproximadamente 2 cm de cada lado da bochecha, para ter acesso às Bolsas de gordura”, explica.

Com a cirurgia, o paciente adquire um rosto mais fino e suave evidenciando os traços da mandíbula e passa a não ficar mordendo a bochecha acidentalmente, o que causa ferimentos intraoral.
Quais os prós, contras e riscos?

De acordo com Raposo, a vantagem dessa cirurgia é que ela é minimamente invasiva, com pouquíssimo sangramento e permite que a pessoa mantenha os efeitos da cirurgia mesmo que ganhe peso corporal. A cirurgia possui os riscos de qualquer procedimento cirúrgico, como lesão dos nervos faciais que movimentam a boca e do ducto parotídeo, porém, esses riscos são diminuídos a quase zero, quando realizada por um profissional habilitado.

Durante o pós-operatório, o paciente deve tomar uma medicação antiinflamatória por quatro dias e aplicar bastante gelo para não inchar. “A recuperação é parecida com a de extração de um dente simples, não chega nem perto de uma extração de siso”, informou.

É indicado não pegar sol durante sete dias e também dar uma pausa na academia nesse período. Quanto à alimentação, é indicado consumir alimentos não muitos duros e para dar preferência a alimentos gelados.

“Em relação ao pós-operatório, é comum edema, adormecimento temporário da região, incômodo que pode ser sanado por analgésicos. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a bichectomia não causa envelhecimento precoce já que estamos removendo um peso que pela própria gravidade puxa os tecidos da face para baixo.

Sugiro como qualquer outro procedimento, procurar esclarecer suas dúvidas antes de realizar o procedimento, visto que é um procedimento irreversível”, contou.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!