AÇÃO POLICIAL
Polinter cumpre mandados contra acusados de estupro
Gostei (0) Não gostei (0)
De acordo com a Polícia Civil, todos os detidos tiveram sentença condenatória deferida pela justiça
Por Folha Web
Em 08/02/2018 às 09:33
Todos os detidos tiveram sentenças condenatórias deferidas pela Justiça local, segundo a Polícia Civil (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil de Roraima, por meio da Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter) cumpriu esta semana mandado de prisão contra três homens por crime de estupro. Todas as ocorrências foram realizadas em Boa Vista, sendo uma na zona Rural.

A primeira prisão ocorreu na segunda-feira, dia 05, no bairro Caranã, zona Oeste da capital, contra Dione Rodrigues de Souza, vulgo “Gui”, de 25 anos. Ele foi condenado pelo crime de estupro de vulnerável à pena definitiva de 09 anos e 08 meses de reclusão em regime fechado.

A segunda prisão ocorreu na manhã de ontem, 07, no bairro Bela Vista, também na zona Oeste, contra Ramon Oliveira Lima, 30 anos. Ele foi formalmente acusado em 2010 pelo estupro de uma jovem, sendo condenado pela justiça à pena de 06 anos e 03 meses de reclusão em regime semiaberto.    

Segundo a Polícia Civil, ele e outro comparsa foram flagrados por seguranças de um clube militar situado no bairro Cidade Satélite, local onde ocorreu o crime. Na tentativa de escapar de uma eventual prisão, Ramon aplicou em um dos funcionários, um golpe conhecido como “chave de perna”, causando-lhe lesão grave com debilidade permanente.

Já a terceira prisão foi lavrada no final da tarde do dia 07 contra Delfino Caetano Magalhães, vulgo “Pato”, 48 anos, na comunidade indígena da Ilha, na região da Vila Passarão, zona Rural de Boa Vista. De etnia Macuxi, o homem foi sentenciado à pena de 09 anos de prisão em regime fechado também por estupro de vulnerável.

Ainda segundo a Policia Civil, todos os detidos colaboraram com as execuções das medidas. Após serem formalmente apresentados, eles foram encaminhado para realização de exames de integridade física no Instituto Médico-Legal (IML) e posteriormente encaminhados para a Cadeia Pública de Boa Vista (CPBV).

O órgão reforçou ainda que, qualquer pessoa que tenha informações sobre o paradeiro de foragidos da justiça, poderá denunciar através dos telefones 190, 197 e celular (95) 99142-9017, diretamente com a Polinter, sendo assegurado o anonimato da fonte.

Com informações da Polícia Civil de Roraima.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!