APÓS INVESTIGAÇÕES
Polícia da Venezuela esclarece homicídio de brasileiro
Por João Barros
Em 02/02/2018 às 00:55
Foto: Divulgação

Equipes da Seção de Investigações de Homicídios do Estado de Bolívar, na Região Sul da Venezuela, conseguiram elucidar a morte do amazonense Amaury Castro da Silva, de 48 anos, que aconteceu durante uma emboscada no dia 13 de janeiro deste ano. Um homem foi preso e um menor apreendido. Os dois teriam sido os autores do crime.

Os agentes tiveram um árduo trabalho até conseguir desvendar o caso, inclusive tiveram que quebrar o sigilo telefônico dos suspeitos e somente após uma análise das conversas nos aplicativos de mensagens instantâneas e dos telefonemas, chegaram aos criminosos, de 31 e 17 anos.

Conforme a Polícia, há mais três envolvidos no crime, totalizando cinco pessoas. Todos são integrantes de um bando intitulado “El Guaro”, liderado por um elemento de 22 anos. Outro homem de 31 e um jovem de 21 anos são os demais membros da facção. A prisão de todos eles foi solicitada à Justiça venezuelana.

Três carros que estavam em posse dos bandidos foram apreendidos, assim como um dos celulares que comprova o plano para abordar o comboio no qual a vítima estava e realizar o assalto. Todos eles devem ser encaminhados ao sistema penitenciário, enquanto os outros indivíduos são procurados para também serem presos. Jornais de Ciudad Bolívar e Ciudad Guayana também noticiaram o caso.

O CRIME – A vítima estava em um grupo de turistas formado por vinte pessoas, entre elas, dez crianças e dois bebês que viajavam do Amazonas para a Venezuela em nove veículos. De acordo com uma testemunha que estava no comboio e divulgou um áudio nas redes sociais, o crime ocorreu após uma emboscada, em que os assaltantes fecharam a estrada com um veículo durante a madrugada, na cidade de Upata.

A vítima levou um tiro no peito, foi socorrida, levada ao Hospital, mas não resistiu e morreu pouco tempo depois. Os criminosos fecharam a passagem do comboio que viajava durante a noite porque um dos pneus do carro teria furado. (J.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!