OPERAÇÃO BACHAQUERO
PF deflagra operação e prende 44 por contrabando de combustível
Estão sendo cumpridos 44 mandados de prisão preventiva, 62 mandados de busca e apreensão e 16 mandados de condução coercitiva em Boa Vista e Pacaraima
Por Luan Guilherme Correia
Em 11/10/2017 às 10:00
Vários carotes com combustível contrabandeado foram apreendidos pela PF

A Polícia Federal em Roraima deflagrou a Operação Bachaquero, na manhã desta quarta-feira, (11), com o objetivo de desmantelar organização criminosa investigada por crimes de contrabando, facilitação ao contrabando e corrupção, inclusive com atuação de servidores públicos de Roraima.

A chegada de um avião de Operações Especiais da PF (Polícia Federal) na sexta-feira, dia 6, no Aeroporto Internacional de Boa Vista Atlas Brasil Cantanhede, com cerca de 50 agentes, foi dada em primeira mão pela Folhaweb

A organização criminosa atua no contrabando de combustível da Venezuela para o Brasil.

Estão sendo cumpridos 44 mandados de prisão preventiva, 62 mandados de busca e apreensão e 16 mandados de condução coercitiva em Boa Vista e Pacaraima/RR, expedidos pela Justiça Federal de Roraima após representação em inquérito policial.

Os investigados presos e conduzidos coercitivamente estão na Polícia Federal sendo interrogados e indiciados. As investigações continuam, com análise do material apreendido e apuração do envolvimento de outros integrantes nas práticas criminosas.

O nome da operação remete ao apelido dado por venezuelanos aos contrabandistas.

OUTRAS OPERAÇÕES - Somente este ano de 2017, a Polícia Federal em Roraima já realizou oito grandes operações com a vinda de policiais de fora. As operações envolviam fraudes, desvios de dinheiro público, tráfico humano, entre outras situações.

Em janeiro a PF deflagrou a Operação La Sombra II para desarticular rede de tráfico de pessoas para exploração sexual, em Roraima. Em maio, foram duas operações, a Operação Codinome envolvendo combate ao crime de tráfico de pessoas para exploração sexual em RR e a outra, Operação Stellio, que desarticulou grupo de fraudadores do seguro desemprego cumprindo 136 mandados em sete estados.

Em julho foi feita a Operação A Máquina, que desarticulou grupo criminoso de contrabando em Roraima. Também em julho teve a 3ª fase da Operação Gênesis cumprindo cinco mandados em Roraima com combate a pedofilia na internet.

Em agosto a Operação Tovajar cumpriu três mandados de busca e apreensão no combate a grupo que tramava ataques nas ruas de Boa Vista

Em setembro foram duas operações, a primeira Operação História de Pescador para investigar fraude no Seguro-defeso em Roraima e a última realizada no final do mesmo mês, a Operação Anel de Giges, que investiga desvio de R$ 32 milhões dos cofres públicos em Roraima e combate de organização criminosa acusada de peculato, lavagem de dinheiro e desvio de verbas públicas envolvendo filhos e enteados do senador Romero Jucá (PMDB).

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!