SUL DO ESTADO
Moradores de Rorainópolis fazem manifestação pela paz
Gostei (0) Não gostei (0)
Por Ana Gabriela Gomes
Em 22/02/2018 às 01:24

Pedir paz e respeito pela vida do próximo. Esse foi o objetivo da manifestação realizada ontem, 21, por moradores do Município de Rorainópolis, na região Sul do Estado. O ato foi idealizado por amigos e familiares de Cleiton Lima, de 19 anos, vítima de um homicídio no último dia 14, durante o Carnaval. Dois indivíduos foram autores do crime, incluindo um adolescente de 15 anos, que teria sido o responsável pelo único golpe que matou o rapaz.

A caminhada teve início por volta das 17h na Avenida Ayrton Senna, no bairro Campolândia, com destino à Igreja Evangélica Vida Abundante, onde ocorreu um culto em homenagem ao jovem. Durante o trajeto da manifestação, que passou pelo mesmo percurso do Carnaval, amigos e familiares de Cleiton fizeram uma parada no local do crime para um protesto pacífico. Na ocasião, balões brancos foram soltos pelos manifestantes.

“Era um menino querido, que começou a trabalhar desde muito novinho e que nunca teve problema nenhum e que foi morto de uma forma covarde enquanto curtia o Carnaval com os amigos”, lamentou a amiga da família, Nilda da Rocha, ao lembrar-se da música e poesia declamada pelos amigos durante o enterro do jovem. Com o sentimento de revolta pelo ocorrido, Nilda torce para que a justiça seja feita junto aos culpados.

Esta não é a primeira vez que jovens são vítimas da criminalidade em Rorainópolis. Conforme Nilda, outros cinco ou seis rapazes já morreram no município. No entanto, diferente de Cleiton, as vítimas tinham envolvimento com drogas. “Ele foi o primeiro a ter esse fim de forma covarde. A sociedade está aterrorizada, porque esses bandidos estão tomando conta de tudo”, frisou.

A madrinha de Cleiton, a professora Ederlânia dos Prazeres, relatou que muitos crimes estão acontecendo em um município que só possui cerca de 30 mil habitantes. Para ela, a palavra que descreve o cenário atual é medo. “Não há motivos que expliquem a morte dele. A gente já não consegue mais sair à noite e ter uma vida saudável, se alguém toca a campainha é preciso olhar bem pra poder abrir”, pontuou.

O CASO - Na madrugada do dia 14, por volta das 2h30, o jovem Cleiton Lima, de 19 anos, foi vítima de um homicídio enquanto participava do Carnaval no Município de Rorainópolis. Dois indivíduos são suspeitos do crime, incluindo um adolescente, de 15 anos, que teria sido o responsável pelo único golpe que matou o rapaz. Conforme a Polícia Militar, Cleiton foi esfaqueado enquanto comprava bebidas com os colegas em um dos bares que ficam à margem da avenida. (A.G.G)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!