ZONA OESTE
Moradores cobram asfaltamento de ruas no bairro Cidade Satélite
O risco de contrair doenças em virtude do aumento de mosquitos na região com as chuvas também foi citado
Por Folha Web
Em 15/07/2017 às 01:19
Ruas do conjunto Cidade Universitária são as que estão em piores condições (Foto: Rodrigo Otávio)

Moradores do conjunto habitacional Cidade Universitária, no bairro Cidade Satélite, zona oeste da Capital, reclamam das condições de algumas ruas. Eles também estão preocupados com o risco de contrair doenças como dengue e zika, devido ao aumento dos mosquitos nesse período chuvoso por conta das poças de água acumulada nos enormes buracos.

Segundo o eletricista Ricardo Araújo, que mora na Rua Capella, os buracos em frente a sua casa aumentaram com as chuvas, o que vem prejudicando muitos moradores. “Outro dia, meu carro quase parou de funcionar depois de passar nesse buraco aqui. Não tem como eu passar por outro lugar para entrar em casa. Já contatei a Prefeitura sobre o asfaltamento daqui e até agora nada”, disse.

A personal trainer Andréia Almada, moradora do conjunto há três anos, disse que durante o verão a poeira devido à falta de asfalto nas ruas incomoda bastante. Quando chove, fica quase impossível trafegar pelas ruas nessa parte do bairro sem pavimentação.

 

“Às vezes preciso sair de casa com o carro passando pela calçada por conta desse enorme buraco bem na saída da minha casa. Apenas essa parte do bairro não tem asfaltamento. Já cobramos a empresa loteadora e a Prefeitura, mas uma passa a responsabilidade para a outra”, afirmou.


O risco de contrair doenças em virtude do aumento de mosquitos na região com as chuvas também foi citado por ela. “Os mosquitos aumentaram devido à formação dessas poças de lama. Aqui, à noite, a gente nem consegue sair direito sem ser picado. Fico preocupada com a transmissão de dengue e zika”, frisou.

IMOBILIÁRIA - Em nota, a empresa Novo Horizonte, responsável pelo loteamento, explicou que a parte de pavimentação asfáltica é de responsabilidade da Prefeitura, ressaltando que não houve uma exigência quanto a isso no contrato de autorização emitido pela Empresa de Desenvolvimento Urbano e Habitacional do Município de Boa Vista (Emhur).

PREFEITURA – Por meio de nota, a Prefeitura informou que trabalha com um cronograma planejado, que prioriza atender primeiro os bairros mais antigos, que agregam maior número de pessoas, cujo planejamento e implantação foram feitos pelo poder público. Com relação ao conjunto Cidade Universitária, frisou que viabiliza um meio de incluir o local em projetos futuros de pavimentação e drenagem. (G.M)

Elisa Leite disse: Em 16/07/2017 às 06:20:45

"Rua Libra também está caótica. Enviei um e-mail para a Prefeitura. Me responderam que estão sem recursos e tal. Tem recursos para perfumaria, mas para obras de infraestrutura não. Estamos entregues nas mãos de gestores incompetentes, pra dizer o mínimo."

Rildo Lopes disse: Em 15/07/2017 às 17:49:44

"Engraçado que a imobiliária na hora de vender faz muitas promessas....mas como é de costumo depois da venda bate um esquecimento"

jose maria lira da costa disse: Em 15/07/2017 às 09:03:56

"Estão vendo? votem na Teresa, ela não uma boa administradora? Quero ver pra governo."