PAPAI NOEL DOS CORREIOS
Menino pede violão para tocar na igreja
Nascido em Manaus, ele veio para Boa Vista com a família há cerca de três anos e reside em uma humilde casa no bairro Pintolândia
Por Ana Gabriela Gomes
Em 06/12/2017 às 00:55
Em sua cartinha, Flávio Moisés, de 11 anos, pede que o violão seja azul (Foto: Hione Nunes)

Flávio Moisés Marques Santos, de 11 anos, é o segundo mais velho dos cinco filhos da dona de casa Simone Alves Marques. Nascido em Manaus, ele veio para Boa Vista com a família há cerca de três anos e reside atualmente em uma humilde casa no bairro Pintolândia, zona Oeste da Capital. Em sua cartinha para a Campanha Papai Noel dos Correios, o garoto pede o violão elétrico que os pais não podem dar.

No aconchego da casa, poucos móveis distribuídos pelos cômodos. Vê-se apenas o necessário. Simone contou que a vinda da família para o Estado ocorreu em razão do emprego do esposo, que trabalhava com solos.

Atualmente, além dos trabalhos que aparecem, o marido, que está desempregado, consegue dinheiro por meio do Chute a Gol, um jogo onde você precisa derrubar todas as latas ou copos com um só chute.

Com o dinheiro recebido, o pai de Flávio paga o aluguel, as contas e as demais despesas da casa. A mãe lamenta não poder providenciar o desejado presente do filho, que completa 12 anos no próximo dia 11 de dezembro. “Ele sempre pediu o violão, vive me cobrando, mas não temos condições de dar isso pra ele agora”, contou Simone, que está à espera do sexto filho.

Durante a manhã, o menino cursa o 5º ano do Fundamental na Escola Municipal Palmira de Castro Machado, localizada no bairro Araceli Souto Maior, também na zona Oeste. À tarde, há quase um ano, nas segundas e quartas-feiras, Flávio frequenta o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do bairro onde mora. Foi na unidade que o filho de Simone começou a ter aulas de violão.

A mãe contou que, quando levava a filha para o colégio, sempre passava em frente ao Cras e via alunos reunidos. Um dia, decidiu perguntar ao professor que tocava violão o que era necessário para inscrever o filho. Depois de levar todos os documentos necessários, conseguiu vaga para os quatro filhos maiores. “Ele pede o violão também para tocar na igreja, ele tem vontade de tocar quando vamos. Espero que meu filho consiga”, frisou.

DOAÇÃO - A Campanha Papai Noel dos Correios está chegando ao fim. O prazo para adoção de cartas encerra nesta quinta-feira, 7. Se você ainda não praticou esse ato de solidariedade, a Folha te incentiva a participar. Os presentes devem ser entregues aos Correios até a segunda-feira, 11. (A.G.G)

Paulinho disse: Em 06/12/2017 às 10:00:47

"Pa$tores, vamos ajudar o garoto."

mano disse: Em 06/12/2017 às 07:33:57

"Vai estudar moleque Pobreza S/A ja tah ficando ridiculo e o pior eh que usam isso como apelo sentimental So a educacao e instrucao libertam da miseria obedecam a meritocracia eh disso que esse pais precisa e nao gente que so faz peso na sociedade"