BAIRRO RAIAR DO SOL
Indivíduos atropelam homem, retornam e passam por cima mais duas vezes
Gostei (0) Não gostei (2)
Por João Barros
Em 30/01/2018 às 00:41
O fato ocorreu no cruzamento da Rua Astro com a Rua Estrela do Norte (Foto: Nilzete Franco)

Enquanto transitava pela Rua Estrela do Norte, esquina com a Rua dos Astros, no bairro Raiar do Sol, zona Oeste de Boa Vista, um homem de 36 anos foi atropelado por um veículo com três indivíduos. O condutor do automóvel deu ré e passou por cima da vítima mais duas vezes. O fato ocorreu por volta das 7h30 do domingo, 28, mas somente durante a noite foi registrado na delegacia.

A Polícia Militar informou que, quando chegou ao endereço da denúncia, conversou com a irmã da vítima. A mulher contou que seguia na companhia de seu irmão quando o veículo se aproximou em alta velocidade. Ela conseguiu pular para a calçada, mas seu irmão que estava de bicicleta foi atingido.

Não satisfeito, o piloto do carro deu ré e passou mais duas vezes por cima da vítima já desacordada. Segundo o relato da irmã que testemunhou toda a tentativa de homicídio, o motorista desceu do automóvel, encheu um copo com bebida alcoólica e ingeriu, como forma de deboche e comemoração. Uma mulher que mora em frente ao local do atropelamento e presenciou toda a ação também contou aos policiais que ainda tentou tomar a chave do carro, mas foi impedida sob ameaça.

O trio conseguiu fugir e entrou numa residência que fica na Rua Estrela do Norte, no mesmo bairro. A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e foi removida ao Trauma do Hospital Geral de Roraima em estado grave, sendo internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Quando a guarnição conseguiu chegar ao endereço onde os suspeitos estavam, eles tentaram fugir novamente e reagiram à prisão. Os policiais tiveram que pedir apoio para deter o grupo. Todos foram algemados e conduzidos à Central de Flagrantes do 5o DP. O veículo utilizado para o cometimento do crime também foi apreendido. No interior do automóvel havia uma garrafa de bebida alcoólica.

Depois de ouvir as partes envolvidas, inclusive as testemunhas oculares, a autoridade policial decidiu lavrar o Auto de Prisão em Flagrante (APF) contra o trio, pela prática do crime de homicídio qualificado tentado. Os elementos ficaram detidos em uma das celas da unidade policial até a manhã de ontem, dia 29, quando foram apresentados à Justiça em audiência de custódia. (J.B)

Christhian Rodolfo Torres Dominguez disse: Em 30/01/2018 às 11:42:33

"Pena de morte para esses delinquentes......"

Josy disse: Em 30/01/2018 às 08:38:02

"Palhaçada essa marmota de audiência de custódia. Só tem dado mais forças aos optam por terem uma vida errante! A CF precisa ser revisada, bem como todo o Cod.! Farta de impunidade! Que Deus tenha piedade da alma de vocês por tratarem o povo com descaso e desdém!"