DOE VIDAS
Hemocentro quer reforçar estoque de sangue para o Carnaval
Atualmente, o quantitativo de bolsas é considerado baixo, principalmente para os fatores O+ e O-
Por Erik Mota
Em 08/02/2018 às 11:10
Campanha do Hemocentro quer estimular a doação de sangue durante o período de carnaval (Foto: Nilzete Franco)

Com intuito de reforçar o estoque de bolsas de sangue durante o feriado de carnaval, o Centro de Hemoterapia e Hematologia de Roraima (Hemocentro) promove até esta sexta-feira, 09, as ações da campanha “Carnaval Solidário”. 

Conforme a assistente social da instituição, Edna Félix, a preocupação maior é em relação aos fatores RH O positivo e O negativo, que atualmente estão em baixa no estoque. A falta desses dois tipos pode comprometer a realização cirurgias. 

“É importante frisar que não existe plano B para o sangue, se o paciente precisar e estiver em falta, pode ocasionar o óbito. As pessoas precisam se sensibilizar e doar, essa atitude pode salvar de 4 vidas adultas até 8 recém-nascidos”, destacou.

Ainda segundo Edna, o reforço atende a necessidade de renovação do estoque, já que, devido ao vencimento do prazo de validade, as bolsas não utilizadas acabam sendo descartadas. “O sangue tem prazo de validade de 05 dias há um ano, por isso essa carência”, frisou.

Para realizar a doação de sangue, os interessados devem comparecer ao Hemoraima, situado na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, próximo ao HGR. O horário de funcionamento é das 7h30 às 12h e das 13h30 às 18h. Também é necessário levar documentos com foto para que a doação seja oficializada.

Durante a triagem de doadores, o Hemocentro atua obedecendo as normas do Ministério da Saúde que oferecem segurança e proteção tanto ao receptor e ao doador. 

Com o forte fluxo migratório, houve um aumento significativo na demanda por sangue. Em 2017, mais de 11 mil transfusões foram feitas, ou seja, milhares de vidas foram salvas através de um gesto de solidariedade. 

“Nós temos sentido esse impacto. Eles chegam debilitados, precisam do nosso sangue, mas não estão em condições de repor é complicado”, complementou Edna.

 

QUEM PODE DOAR?

Os interessados devem ter entre 16 e 69 anos e estar em boas condições de saúde. Menores de idade precisam estar acompanhados dos pais. Os doadores devem pesar mais de 50 quilos e estar em boas condições de saúde, além disso, é preciso uma boa noite de sono e no dia anterior ao da doação e fazer uma alimentação reforçada. Homens podem doar até quatro vezes ao ano e a mulheres até 3 vezes.

O doador não pode ingerir alimentos gordurosos nem fumar até 02 horas antes da coleta. Pessoas com febre, gripe ou resfriado não podem doar temporariamente, assim como grávidas e mulheres no período pós-parto. Nas duas horas que antecedem ao procedimento, o voluntário preenche um cadastro e em seguida é avaliado clinicamente. Se não houver nenhum obstáculo clínico, a coleta é realizada.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!