REDUÇÃO DE CUSTOS
Governo suspende gastos com despesas de viagens e diárias
Gostei (36) Não gostei (4348)
Por Paola Carvalho
Em 23/01/2018 às 01:55

O Governo do Estado suspendeu as despesas com viagens e diárias dos agentes políticos e servidores civis dos órgãos da administração pública direta, das autarquias e fundações do poder executivo.

A decisão foi determinada pelo Decreto Nº 24.724-E do Diário Oficial de 18 de janeiro de 2018 e entrou em vigor na data de sua publicação. A medida aponta somente uma exceção para as viagens e diárias em caráter emergencial, que tenham sido expressamente autorizadas pela governadora Suely Campos (PP).

O Governo do Estado alegou que a iniciativa foi tomada considerando “a necessidade de estabelecer medidas visando a redução, o controle e a otimização dos gastos públicos”. A determinação não define até quando a suspensão de recursos deve prevalecer.

ENTENDA – A medida foi tomada em meio a anúncios feitos pelo poder executivo de crise financeira, bloqueio de recursos e negociação com demais poderes para realização do pagamento dos salários dos servidores referente a dezembro do ano passado.

O secretário de Planejamento, Haroldo Amoras, anunciou que o Estado estaria formulando e adotando nos próximos dias um plano de redução de custos e corte de gastos, voltado principalmente para o setor de custeio. (P.C.)

disse: Em 23/01/2018 às 15:09:35

"Era pra ter feito isso a muito tempo. Só acho ridículo não cumprir com as obrigações de pagar em dias os funcionários públicos, pois ela tem que entender que o estado não caminha só, depende de pessoas competentes para fazer o seu trabalho."

disse: Em 23/01/2018 às 11:00:59

"Que bom, mais dinheiro para os cofres públicos. Porém tem que valorizar o servidor público, pois o estado não caminha sozinho, se está crescendo é também graças ao funcionário público que contribui para o desenvolvimento do serviço do estado."

Suzete Cristina disse: Em 23/01/2018 às 07:27:32

"Governadora incompetente! Salários atrasados, presos fugindo, setor da educação desorganizado, saúde pública abandonada! "

Almeida disse: Em 23/01/2018 às 02:06:32

" Suely campos a senhora tem que cortar é os supersalarios dos seus parentes e apadrinhados isso sim. É pagar os funcionários da CERR e CODESAIMA. "