PROFESSORES ESTADUAIS
Governo do Estado descumpre prazo para realização de concurso público
Gostei (8) Não gostei (81)
Foi firmado um acordo com a Seed em novembro do ano passado para realização de concurso público no prazo de um ano, o que não ocorreu
Por Paola Carvalho
Em 01/12/2017 às 01:00
Para cumprir o TAC, Secretaria de Educação já deveria ter lançado edital para contratação de professores (Foto: Nilzete Franco)

Em novembro do ano passado, o Governo do Estado firmou um termo de ajuste de conduta (TAC) com o Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR), para promoção de concurso público para contratação de professores da rede estadual de ensino, no período máximo de doze meses. Porém, o mês de dezembro de 2017 chegou e nenhum edital foi sequer lançado para a convocação de professores pelo Estado.

A medida foi tomada pelo MPRR tendo em vista a falta de pessoal e a lotação de professores contratados em seletivos temporários nas unidades de ensino do Estado, normalmente pelo período de um a dois anos.

O Termo de Ajuste de Conduta (TAC) determinava que a Secretaria de Educação do Estado (SEED) enviasse o cronograma para realização da prova para a Promotoria de Justiça de Defesa da Educação até novembro deste ano, se abstivesse de realizar novas contratações temporárias e nomear e empossar, até fevereiro de 2018, os aprovados no concurso.

PRAZO EXPIRADO – Questionado sobre o caso, o MPRR confirmou, por intermédio da Promotoria de Defesa da Educação, que firmou Termo de Ajustamento de Conduta, em novembro de 2016, para que o Governo do Estado promovesse concurso público para professores, no prazo de doze meses.

O Ministério Público reforçou que o TAC passou por um aditamento em março deste ano, porém, não houve alteração nos prazos estabelecidos, ou seja, a entrega do material deveria ocorrer até novembro deste ano.

O MPRR explicou que, por conta da chegada do fim do mês, entrou em contato com a Secretaria de Educação para obter informações sobre o ocorrido. “Na última quarta-feira, 29 de novembro, a Promotoria de Justiça da Educação expediu ofício para a Secretaria de Estado de Educação e Desporto (SEED), requisitando informações, no prazo de cinco dias a contar da notificação, a respeito do cumprimento do acordo”, frisou.

CATEGORIA – O presidente da Associação dos Professores do Estado de Roraima (Asproer), Círio Ricardo, informou que a categoria também está acompanhando o caso e chegou a denunciar o problema junto ao MPRR, que garantiu estar analisando a situação. “Nós fomos com a promotora Erika Michetti, que nos informou que está acompanhando o caso e que seria ajuizada uma ação por descumprimento do TAC. É provável que a Associação também faça uma manifestação pedindo o cumprimento do acordo, mas ainda estamos construindo o que será feito e quando”, pontuou o presidente.

OUTRO LADO – A Secretaria Estadual de Educação e Desporto (Seed), por sua vez, informou que ainda está no prazo preconizado do acordo firmado com o Ministério Público Estadual e, “tão logo os detalhes do concurso sejam finalizados, o edital será lançado e dada ampla divulgação”. (P.C.)

Igor Queiroz Weber disse: Em 01/12/2017 às 08:48:31

"Espero que a lei seja cumprida. Será bom para o Estado e para populaçao o investimento nos professores estatutarios e assim termos professores na sua area de formaçao."

Igor disse: Em 01/12/2017 às 02:01:19

"Ouço falar desse concurso desde o governo Anchieta. Quando a governadora assumiu fez disso um ponto de honra e todos os anos, desde que assumiu, vem falando que no ano seguinte faria um concurso; o ano seguinte chega e eles abrem seletivo (muito mal organizado, filas gigantescas. Chegando ao cumulo de ter gente acampada pra garantir lugar na fila). Enfim, esse concurso não vai sair e isso é um fato."