COPA DO MUNDO DE FOTOGRAFIA
Fotógrafo roraimense é selecionado em evento internacional
A imagem mostra uma menina com olhos expressivos observando de uma janela
Por Raisa Carvalho
Em 23/12/2017 às 00:21
A imagem mostra uma menina com olhos expressivos observando de uma janela (Fotos: Arquivo de Jorge Macedo)

A fotografia “Ribeirinha” de Jorge Macedo é destaque durante a 12° edição da Copa do Mundo de clubes de fotografia realizada pela Federação Internacional da Arte da Fotografia. Ele foi o único indicado do Foto Cine Clube Bandeirantes, de São Paulo.

A imagem mostra uma menina com olhos expressivos observando de uma janela. Segundo o autor, a fotografia foi tirada durante uma viagem ao Estado do Pará. “Essa menina morava na Ilha de Marajó, e eu estava trabalhando e realizando cadastro dos moradores, quando a conheci, parei para tirar essa foto, era um local muito isolado. Essa garotinha me olhou da janela, e vi uma imagem muito bonita, com muita expressão, uma menina que tem uma alegria no olhar. Essa é a mensagem da foto, que mesmo com as adversidades da vida é preciso buscar a paz e alegria de viver”, relatou.

Segundo ele, a foto é uma referência à fotografia de uma menina afegã que ficou famosa por seus olhos verdes em uma capa da revista National Geographic em 1985. Sharbat Gula foi imortalizada pelo fotógrafo Steve McCurry. “Acho que indiretamente os jurados lembraram-se dessa imagem que marcou muitos de nós, mesmo que não sendo propositalmente, existe uma referência no olhar, e suas histórias são semelhantes, duas crianças que vivem em lugares muito pobres, e ainda assim, conseguem ter uma expressão de força e ao mesmo tempo de serenidade”, disse.

Jorge Macêdo é um cearense que veio morar em Roraima há 30 anos. Desde lá vem fotografando o desenvolvimento social e cultural do Estado. Atualmente é membro do Fotoclube de Roraima. Ele conta que sua paixão pela fotografia surgiu quando ainda era criança. “Eu observava o meu pai fotografar quando era criança, desde lá me considero um apaixonado”, disse.

Com seu profissionalismo reconhecido, seu nome hoje é o mais cotado quando se trata de grandes eventos fotográficos não só em Roraima, mas no Brasil. Seus trabalhos são encontrados em matérias e revistas, entre elas, Diretrizes, Questão Amazônica, Amazônia Nossa, Amazon View, ISTO É, Brasil Orquídeas, Mundo das Orquídeas, Panrotas, Set Brasil entre outros. Também participou do documentário 'Roraimeira' dirigido por Thiago Bríglia.

Foto Cine Clube Bandeirantes

O Foto Cine Clube Bandeirantes foi criado oficialmente no dia 28 de abril de 1939, no salão do Edifício Martinelli, centro da cidade de São Paulo, por um grupo de fotógrafos e aficionados por fotografia.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!