POLINTER
Feirante é preso suspeito de homicídio qualificado
Gostei (0) Não gostei (0)
‘João Neto’ também é um dos réus nos processos da Operação Bastilha
Por Folha Web
Em 01/03/2018 às 20:00
‘João Neto’ (Foto: Divulgação)

Agentes da Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter), sob a coordenação do delegado Uziel Castro, cumpriram Mandado de Prisão Preventiva na tarde de desta quinta-feira, 1°, em desfavor do feirante J.P de M., de 55 anos, vulgo ‘João Neto’.

Ele está sendo processado pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel, e formação de quadrilha.

A Justiça destacou que ‘João Neto’ também é mais um dos réus nos processos da Operação Bastilha, deflagrada em 2008 durante ação conjunta entre a Polícia Federal e Ministério Público Estadual, no sentido de coibir práticas do crime organizado, em especial assassinatos simulados de suicídios de presos rivais, ocorridos no âmbito da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC).

O Mandado foi expedido pelo juízo da 1° Vara Criminal do Tribunal do Júri - Fórum Criminal localizado no bairro Caranã, em Boa Vista-RR.

Após os procedimentos formais na sede da delegacia, ‘João Neto’ foi submetido a exame de integridade física no Instituto Médico-Legal (IML) e posteriormente recolhido na Cadeia Pública de Boa Vista (CPBV).

A Polícia Civil reforçou que qualquer pessoa que tenha informações sobre o paradeiro de foragidos da Justiça pode denunciar pelos telefones 190, 197 e celular (95) 99142-9017, diretamente com a Polinter, sendo assegurado o anonimato da fonte.

Com informações da Polícia Civil

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!