EXCESSO DE VELOCIDADE
Em cinco dias, radares fixos registram mais de 50 mil infrações em Boa Vista
Período analisado foi do dia 1º a 5 de novembro
Por Folha Web
Em 22/11/2017 às 21:00
(Foto: Jackson Souza)

A Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Trânsito divulgou os primeiros números dos radares fixos instalados em Boa Vista após a aferição dos equipamentos pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Em cinco dias, foram registradas 331.219 passagens de veículos nos seis pontos de fiscalização fixos (há veículos registrados mais de uma vez). Desse total, 50.813 estavam acima da velocidade permitida na via.

Outro levantamento foi feito entre os dias 6 e 20 de novembro (total de 15 dias), quando foram registradas 49.080 infrações, uma redução de 32% em comparação ao primeiro levantamento.

O secretário de Segurança Urbana e Trânsito, Raimundo Barros, explicou que os registros de excesso de velocidade feitos entre os dias 1º e 20 de novembro pelos seis radares fixos não serão transformados em multas, pois nesse período o objetivo era medir o índice de infração nas vias monitoradas, o que comprovou a necessidade da instalação dos equipamentos.

“A média de infrações registradas por excesso de velocidade no segundo período foi de 545 por dia em cada ponto. Isso é totalmente inadmissível, tendo em vista a possibilidade de acidentes. Nesses 20 dias, nós só registramos as infrações e divulgamos a fiscalização com o intuito de incentivar o condutor a diminuir a velocidade. A partir desta semana, vamos notificar os motoristas que insistirem em desrespeitar as leis de trânsito e colocar a vida de outras pessoas em risco”, disse. 

O radar fixo faz o registro dos flagrantes de forma automática. As imagens são enviadas à empresa responsável pelo processamento dos dados, e as notificações serão encaminhadas aos condutores que cometerem as infrações.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o motorista que for flagrado dirigindo até 20% acima da velocidade permitida na via comete infração média e pode ser multado em R$ 130,16, além de perder quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Caso o condutor ultrapasse o limite de velocidade de 20% a 50%, a infração será considerada grave, a multa é de R$ 195,23 e perda de cinco pontos na CNH. O prejuízo é ainda maior para quem desrespeitar a velocidade máxima em mais de 50%, considerada infração gravíssima, com multa de R$ 880,41 e perda de sete pontos na CNH. O condutor ainda pode ter o direito de dirigir, suspenso.

Com informações da Semuc

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!