FISCALIZAÇÃO
Em 2 horas, PRF flagra 28 motoristas em alta velocidade na BR-174
Gostei (4) Não gostei (8)
O radar detectou as infrações em período de uma hora
Por Folha Web
Em 03/10/2017 às 20:01
Fiscalização é realizada por meio do radar portátil (Foto: Divulgação)

Mais de 28 veículos foram flagrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) transitando acima do limite de velocidade regulamentado pela via. A fiscalização ocorreu na tarde desta terça-feira (3), em alguns trechos da BR-174. Estatisticamente, essa infração de trânsito é apontada como uma das mais graves, seguida da ultrapassagem em locais proibidos e alcoolemia ao volante, segundo a PRF.

Em apenas duas horas de atividade com o radar portátil, policiais rodoviários federais registraram 28 veículos com velocidades superiores ao permitido pela via. Esse tipo de conduta, além de ser infração de trânsito, deixa inúmeras vítimas todos os dias. A PRF deve estender essa fiscalização para outras rodovias federais de Roraima com a finalidade de coibir os excessos e proporcionar mais segurança aos condutores.

Nas rodovias federais de Roraima, os limites de velocidade são de 100 km/h para veículos leves (automóveis, camionetas e motocicletas) e de 90 km/h para os demais veículos, em pista simples, desde que não tenha placa de regulamentação de velocidade máxima estabelecida pela via.

 

CONHEÇA A LEI QUE TRATA DOS LIMITES DE VELOCIDADE:

Os condutores flagrados em alta velocidade serão penalizados de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Para aqueles que estiverem com excesso de até 20% em relação ao limite, cabe multa de R$ 130,16 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Aos condutores que forem pegos excedendo em mais de 20% até 50%, a multa é de 195,23 e cinco pontos na carteira. A punição mais grave é para os motoristas que transitarem em velocidade que exceda a permitida em mais de 50%, com multa de R$ 880,41, sete pontos na CNH e suspensão do direito de dirigir, uma vez que há previsão de agravante da infração gravíssima em 3 vezes, dada a gravidade da conduta.

Comunicação - Polícia Rodoviária Federal

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!