JARDIM PRIMAVERA
Dupla de agiotas é presa com produtos de origem duvidosa
Gostei (0) Não gostei (0)
Por João Barros
Em 31/01/2018 às 00:34
Foto: Divulgação

Uma dupla de agiotas, de origem venezuelana, foi presa no começo da noite da segunda-feira, dia 29, na avenida Flamboyant, bairro Jardim Primavera, zona oeste de Boa Vista, após abordagem da Polícia Militar aos indivíduos. Uma grande quantia em dinheiro e alguns produtos de origem duvidosa foram encontrados dentro de uma casa que servia apenas como depósito.

Enquanto realizavam diligências pela via pública, os policiais depararam-se com os suspeitos trafegando em uma motocicleta modelo Yamaha/XTZ. Desconfiando da ação dos dois homens, foi feita uma abordagem e uma revista pessoal. Com um deles, foi encontrada uma quantia significativa de dinheiro. Ao ser questionado sobre o dinheiro, o homem ficou bastante nervoso e disse que trabalhava fazendo conserto de aparelhos celulares.

Durante os questionamentos o aparelho celular tocou e do outro lado da linha um homem pediu que o venezuelano não fizesse cobranças enquanto ele estivesse na companhia da esposa porque a mulher não sabia da dívida.

Depois do telefonema, o estrangeiro acabou confessando que pratica agiotagem e que todo o dinheiro é proveniente de cobranças e por isso estava nervoso, inclusive por saber que a prática é ilegal e já responder a um crime dessa mesma natureza, tendo que comparecer ao Fórum Criminal uma vez por mês para assinar um documento.

O homem ainda revelou que é apenas o cobrador, mas que o responsável pelo “negócio” é outro venezuelano, que é seu patrão, e faz os empréstimos aos populares. O comparsa contou que está no Brasil há apenas quatro dias e não sabia da prática criminosa.

Conforme a PM, os indivíduos decidiram levá-los ao local onde guardam o dinheiro e os objetos. Quando chegaram ao endereço, os policiais encontraram muitos materiais que podem ser fruto de roubos e furtos. Outra viatura foi acionada para dar apoio na ocorrência e levar tanto os suspeitos, como os produtos apreendidos até a Delegacia.

Dentre os materiais estão: um notebook, cinco relógios, oito aparelhos celulares, quatro óculos, um aparelho de DVD, uma bicicleta, uma televisão Toshiba, três carregadores de celular, um secador de cabelo, duas chapinhas de cabelo, dois capacetes, dois perfumes, um cofre com R$ 40,80 em moedas, R$ 5.956 em cédulas e 3.500 bolívares, além de diversos materiais para divulgação da agiotagem.

O material ficou apreendido para perícia e para investigação, enquanto os suspeitos foram liberados, mas poderão ser intimados para prestar esclarecimentos à Justiça. (J.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!