MIGRAÇÃO VENEZUELANA
Deputados federais repudiam visita de ministros de Temer
Gostei (2) Não gostei (1)
Ministros de Michel Temer que anunciaram que viriam ver a situação venezuelana farão apenas parada técnica no caminho para o Suriname
Por Folha Web
Em 08/02/2018 às 00:30
Promessa de Temer de que ministros visitariam Roraima foi feita na semana passada durante reunião com parte da bancada federal (Foto: Reprodução/Facebook/Shéridan)

A Bancada Federal de Roraima fez nota de repúdio contra a decisão dos ministros do Governo Federal de divulgar que viriam para Roraima tomar medidas a respeito da situação dos venezuelanos, mas na verdade estão fazendo apenas uma conexão de viagem internacional.

Segundo agenda oficial, a comitiva formada pelos ministros da Justiça, Torquato Jardim; da Defesa, Raul Jungmann; e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Sérgio Westphalen Etchegoyen, vai para o Suriname para tratar ‘de assuntos relacionados à segurança’ e faria apenas uma parada estratégica em Roraima, sem nem mesmo sair da Base Aérea de Boa Vista.

“O Executivo Federal não está dando a devida importância para o caos em que estamos vivendo, faltando com respeito ao nosso povo e não cumprindo com o prometido pelo presidente Michel Temer à bancada de Roraima, que era verificar os fatos na realidade e encontrar a solução deste problema”, disse o coordenador da bancada, deputado Abel Mesquita (DEM), após publicar nota de repúdio.

Ele esclareceu ainda que nenhum parlamentar do Estado foi convidado pelos ministros. “Não nos convidou de forma nenhuma para participar nem do voo e nem da reunião em Roraima. A governadora [Suely Campos] que nos convidou para a reunião no Palácio Senador Hélio Campos e depois eles desmarcaram tudo. Querem fazer uma reunião lá na Base Aérea, sem conhecer a realidade da imigração que está acontecendo em Roraima e isso não aceitamos. Estão indo para Roraima para fazer média e a gente não aceita isso. É uma falta de respeito com o estado”, assegurou.

A deputada Shéridan (PSDB) também se recusou a participar do encontro. “É vergonhoso, constrangedor. Uma das maiores crises humanitárias que o país já viveu e é assim que o Governo Federal encara a situação. É imperativo sermos contra tudo que vem desse governo, porque se for a favor dele, é contra a população do estado”, disse a parlamentar afirmando que era melhor “ter feito uma reunião via Skype”.

Outro que considerou a situação absurda foi o deputado Hiran Gonçalves (PP). Ele também havia pedido a reunião com os ministros e chamou a reunião na Base Aérea de ‘parada técnica’. “Nós não aguentamos mais essa crise migratória. Acho que nem a governadora e nenhum prefeito do nosso Estado devem participar dessa reunião. Não aceitamos que o nosso Estado seja tratado com tanta falta de respeito”, disse.

O deputado federal Jhonatan de Jesus (PRB) também foi incisivo ao criticar a postura do Governo Federal em realizar uma reunião ministerial nas dependências da Base Área de Boa Vista. Jhonatan conclamou as autoridades estaduais e municipais a não comparecerem à reunião, pois a comitiva ministerial poderia fazer uma visita in loco em instituições que atendem aos imigrantes para conhecer a realidade pela qual passa o Estado. “Não são 40 mil, já passam de 70 mil venezuelanos. Que o ministro pegue um carro e visite o Hospital Geral de Roraima, a Maternidade, as praças, os abrigos sociais e veja de perto a situação, o caos que está Roraima por causa da imigração desenfreada”, afirmou.

O parlamentar do PRB acrescentou ainda a necessidade do envio de recursos para a Segurança Pública estadual, considerando o aumento do índice de criminalidade. “Temos que acordar para esta situação, o prefeito de Pacaraima, Juliano Torquato, já não sabe mais o que fazer. Todos os dias têm assalto e roubo nos municípios. Os ministros estão indo para uma reunião no Suriname e a bancada está revoltada com este tratamento. Se for para passar duas horas em Roraima não precisa descer, que ele pegue sua comitiva e siga para a reunião. Não precisa descer em Roraima”, concluiu.

O deputado Carlos Andrade (PHS) também confirmou que não integraria a comitiva e disse que não valia a pena conversar com os ministros se eles passariam tão pouco tempo em Roraima. “Acho que eles estão minimizando o problema que está acontecendo em Roraima com a migração dos venezuelanos. Eles estão indo para outro evento no Suriname e estão fazendo um pouso apenas no Estado”, comentou.

Também bastante incisivo nas críticas ao Governo Federal, o deputado Remídio Monai (PR) afirmou que a agenda oficial foi reduzida a uma mera parada técnica de duas horas. “Fica claro que o Executivo federal não está encarando com seriedade esse drama social, vivenciado pelos cidadãos roraimenses e pelos imigrantes que buscam refúgio em nosso país. Não vamos aceitar essa falta de compromisso e despeito com o povo de Roraima. Queremos que o presidente Michel Temer assuma sua responsabilidade e nos apresente uma solução definitiva a esta grave crise humanitária”, frisou.

Nosined disse: Em 08/02/2018 às 09:05:58

"Sou Roraimense de nascimento e afirmo o seguinte: Não é de hoje que o Governo Federal demonstra total descaso/desprezo por Roraima, ao longo dos tempos fizeram e estão fazendo tudo que é possível para impedir o desenvolvimento do nosso estado que aliás, é um dos mais ricos em recursos naturais como minério por exemplo. Seria muito bom se acontecesse aqui um movimento semelhante à Revolução Farroupilha no RS, à revolução atual na Catalunha da Espanha, ou seja, uma declaração de independência mesmo que sejamos tão pequenos em extensão territorial, porém seríamos donos da nossa própria terra, dos nossos recursos naturais e nos tornaríamos auto-suficientes financeiramente."

Santos disse: Em 08/02/2018 às 08:35:34

"Se a sociedade roraimense junto com as autoridades estaduais e municipais ( não as federais) se rebelassem e trancassem as fronteiras, exportassem os imigrantes para outros estados (de preferencia região sul e sudeste para sentirem na pele), e negasse atendimento humanitário (hospital, escola e trabalho), então nos iriamos ver as autoridades federais e as estrangeiras se mexendo pra resolver de vez essa situação. Vamos fazer isso, não é falta de humanidade, mas uma atitude extrema que resolveria o problema para todos, roraimenses e imigrantes."

Jaime Rodrigues de Souza disse: Em 08/02/2018 às 08:34:52

"??? parabéns para esses deputados q votaram a favor de Temer no Congresso Nacional, infelizmente nos é q pagamos o pato."

Marco Peres disse: Em 08/02/2018 às 07:49:07

"Excelente oportunidade para negarem seus votos para a reforma da Previdência!!!!!!!"

Antonio Muniz disse: Em 08/02/2018 às 06:46:11

"Tem meu total apoio nesse repúdio caros deputados. O Governo Federal realmente não se importa com nós Roraimenses, assim como a maioria dos políticos só está seguindo a cartilha, buscando o que é de seu interesse. Roraima é praticamente maior que a China geograficamente, e não suporta um terço daquela população porque não produz quase nada, só consome. E se depender de Vossas Excelências nunca vai produzir nada significativo. Então porque tanta indignação contra o Governo? ele, assim como a maioria dos politicos está seguindo a cartilha, é um bom aluno, ou não? "

sandro andre silva morais disse: Em 08/02/2018 às 06:05:39

"Vergonha essa situação , mas só poderia se esperar algo desse tipo do governo Temer , que isso sirva de lição para os Deputados que votaram a favor dele para que ele não fosse investigado . A resposta vem nas urnas. Fora Temer. "