ACIDENTE
DAT vai investigar morte de borracheiro em acidente na Avenida Via das Flores
Por João Barros
Em 02/12/2017 às 00:59

A Delegacia de Acidentes de Trânsito (DAT) ficará responsável pela investigação do acidente que resultou na morte do borracheiro Elson Damásio dos Santos, de 42 anos, na noite de quinta-feira, dia 30, quando colidiu com uma camionete no cruzamento da Alameda das Onze Horas com a Avenida Via das Flores, bairro Pricumã, na zona Oeste.

A Polícia Militar foi acionada e, assim que chegou ao local, foi informada que o condutor de uma picape modelo Chevrolet/S10, cor verde, trafegava sentido Instituto Federal de Roraima (IFRR), quando a vítima, que conduzia uma motocicleta, Honda/Fan, 125 cilindradas, cor azul, que transitava pela Alameda dos Bambus, tendo como passageiro uma criança de sete anos, não obedeceu a sinalização que há no cruzamento e bateu na lateral direita do carro.

Devido ao forte impacto, a moto ficou com a frente totalmente destruída, e o automóvel também foi danificado. A vítima sofreu múltiplas lesões, assim como a criança. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado para atender a ocorrência, mas quando chegou ao local a vítima teve uma parada cardiorrespiratória.

Apesar das muitas tentativas de ressuscitar Elson, ele não resistiu aos ferimentos e morreu enquanto recebia o atendimento. O garoto foi socorrido em estado grave e conduzido ao Hospital da Criança Santo Antônio, também pelo Samu. O quadro clínico é estável e não corre risco de morrer.

Peritos realizaram os procedimentos técnicos em toda a área do acidente e, em seguida, uma equipe do Instituto de Medicina Legal (IML) fez a remoção do corpo. Como nenhum familiar compareceu para que a moto da vítima fosse entregue, o veículo foi retido e levado ao pátio do Detran (Departamento Estadual de Trânsito). O borracheiro estava com todos os seus documentos pessoais na carteira porta-cédulas, que também continha cartões bancários e mais R$ 76.

O condutor da picape está com a documentação em dia e aceitou se submeter ao teste do “bafômetro”, que resultou em 0,00 mg/l. O resultado negativo para consumo de bebida alcoólico foi anexado ao Relatório de Ocorrência Policial (ROP) da Polícia Militar (PM), entregue na Central de Flagrantes do 5o DP, onde o motorista da camionete também compareceu para dar esclarecimentos à autoridade policial.

Depois de prestar depoimento, o homem envolvido no acidente foi liberado. A delegada tipificou o caso como homicídio culposo, quando não há intenção de matar, conforme o artigo 302 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Na manhã de ontem, dia 1o, o corpo de Elson foi liberado pelo IML, após exame cadavérico. De acordo com o laudo do médico legista, a morte foi causada por politraumatismo, incluindo traumatismo cranioencefálico. (J.B)

Aramis disse: Em 02/12/2017 às 08:21:37

"O condutor da moto que avançou a preferencial e a delegada tipifica homicídio culposo, quando não há intenção de matar??????"