FISCALIZAÇÃO
Comitiva do Ministério do Turismo estará em Roraima amanhã
Gostei (9) Não gostei (8)
A fiscalização é de rotina e busca sensibilizar os empresários sobre a necessidade de implementação de melhorias para o turismo
Por Folha Web
Em 21/01/2018 às 16:00
De acordo com o diretor do Detur, Ricardo Peixoto, a fiscalização é de rotina e busca sensibilizar os empresários sobre a necessidade de implementação de melhorias para o turismo (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de fiscalizar para coibir irregularidades entre os prestadores de serviços no segmento turístico do Estado, o Governo de Roraima, por meio do Detur (Departamento Estadual de Turismo), recebe nessa segunda-feira (22), comitiva formada por fiscais do Ministério do Turismo.

A equipe vai se reunir às 15h com representantes do setor turístico, a fim de discutir melhorias na prestação de serviços. Além disso, o grupo vai participar, durante toda a semana até sexta-feira (26), de blitz de fiscalização em hotéis, pousadas, agências de viagens, agências transportadoras e organizadoras de eventos. A ação vai ocorrer em todo o Estado com três equipes e contará com o apoio da Polícia Militar.

De acordo com o diretor do Detur, Ricardo Peixoto, a fiscalização é de rotina e busca sensibilizar os empresários sobre a necessidade de implementação de melhorias para o turismo. “O turismo tem que ser levado a sério. É importante ressaltar que quem não estiver regularizado será notificado, e, caso não cumpra as determinações, será penalizado”, disse.

CRESCIMENTO - No ano passado, o Estado aumentou sua presença no Mapa Nacional do Ministério do Turismo. O crescimento elevou de cinco para 12 o número de municípios roraimenses com potencial turístico. Além disso, o Governo de Roraima investiu em ações e políticas públicas que direcionaram a rota do turismo no Estado, proporcionando o desenvolvimento de vários segmentos.

Houve aumento de 38% no turismo internacional, 92% em ocupação aérea. No turismo interno, ocorreu um aumento de 18,6%, no segundo bimestre, com acúmulo de 50%, e 80% na ocupação hoteleira. Houve investimentos também na capacitação técnica e profissional, com duas mil novas vagas no Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) para o setor.

“Tivemos um aumento significativo. Apenas um terço dos municípios do Estado estava inserido no Mapa. Hoje, 12 dos 15 municípios foram acrescentados no Mapa do Ministério do Turismo”, explicou Ricardo Peixoto.

Atualmente, o Estado possui três polos turísticos, denominados: Águas e Florestas da Linha do Equador; Extremo Norte e Savanas. A seleção assegura o aporte de recursos para o desenvolvimento de projetos. No caso de Roraima, o valor do convênio gira em torno de R$200 mil, que serão utilizados para custear os gastos com logística das capacitações que tiveram início no mês de outubro de 2017.

Segundo Peixoto, esse é o reconhecimento do trabalho que vem sendo desenvolvido no Estado. “Concentramos nossas ações nas três regiões turísticas que dividimos. Fomos reconhecidos com esse projeto, como um dos que mais correspondem à realidade brasileira, ou seja, vamos aonde o turismo está acontecendo. Isso mostra que estamos no caminho certo”, explicou.

A proposta apresentada por Roraima trata da capacitação de agentes públicos e privados das instâncias de governança já estabelecidas por meio da Lei 1.176/2017, sancionada pela governadora Suely Campos em maio do mesmo ano, que criou as Instâncias Turísticas no Estado de Roraima, visando ao suporte e fortalecimento dessas instâncias, para aprimoramento e gestão do Programa de Regionalização do Turismo em Roraima.

Com Roraima no Mapa do Ministério do Turismo, vai ser possível explorar o potencial turístico de acordo com as necessidades e características de cada localidade. Conforme Ricardo Peixoto, ações de governo e vontade política inseriram o Estado no Mapa do Turismo Brasileiro.  

“Em três anos, tivemos um avanço significativo. O turismo é uma prioridade do Governo. Nossa gestão foi a única que deu prioridade ao setor, com geração de emprego e renda num curto espaço de tempo”, ressaltou.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!