REDE CIDADANIA JUVENTUDE
Com obras paradas, prédio vira local para consumo de drogas
Por Folha Web
Em 09/02/2018 às 01:16
Prédio inacabado está se deteriorando com o tempo (Foto: Nilzete Franco)

Parada há aproximadamente quatro meses, a obra de construção do prédio que abrigará a Rede Cidadania Juventude, sediada no antigo Clube do Trabalhador, no bairro Jóquei Clube, na zona oeste de Boa Vista, está servindo de local para uso de drogas. Os moradores relataram à Folha que, tanto de dia quanto à noite, o fluxo de usuários no lugar é intenso, o que deixa as pessoas quem moram nas proximidades inseguras e assustadas.

No local, a equipe de reportagem da Folha não encontrou nenhum operário da empresa Pacaraima Construções Ltda. Algumas partes do prédio estão inacabadas, assim como algumas estruturas na parte externa. A piscina está seca e acumulando poeira e folhas. A obra está orçada em R$ 1.939.806,50.

Segundo uma vizinha do terreno, que não quis ser identificada, o portão lateral está aberto facilitando o trânsito livre de usuários de drogas, que também usam o lugar para aventuras sexuais. Ela relatou que as pessoas que moram nas proximidades vivem inseguras com o problema. “Aqui é uma verdadeira concentração de usuários de drogas. Esse portão lateral aberto facilita a entrada deles, que estão presentes dia e noite”, afirmou.

Conforme outra moradora, que também não quis ser identificada, as pessoas que vão ao lugar para fazer uso de drogas já ameaçaram duas vezes seus familiares na tentativa de cometerem assaltos. Como prevenção, eles evitam passar em frente ao local, até de carro, e as portas da residência ficam fechadas dia e noite.

“O problema é serio. Só sabe quem mora aqui perto. Desde que essa obra parou, os usuários de drogas começaram a usar o local para fazer o que não presta. Não temos paz. Aqui de casa, meu sobrinho e meu neto já sofreram tentativa de assalto por parte deles. Vivo com as portas fechadas e evitamos passar na frente do prédio, até de automóvel”, desabafou.

OUTRO LADO – Em nota, a Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social (Setrabes) esclareceu que já está em negociação com a empresa responsável para a retomada das obras da Rede Cidadania Juventude o mais breve possível. A Folha também procurou algum responsável pela empresa Pacaraima Construções, mas ninguém foi encontrado na sede para se pronunciar. (E.S)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!