VENEZUELANOS
Centro de Acolhimento ao imigrante é inaugurado no Hélio Campos
O local irá abrigar cerca de 100 pessoas e nas próximas duas semanas serão acolhidas outras 200 serão alocadas.
Por Erik Mota
Em 10/12/2017 às 10:35
Foto: Diane Sampaio

A Fraternidade sem Fronteiras inaugurou neste sábado, o Centro de Acolhimento ao imigrante, localizado na rua HC4, no bairro Senador Hélio Campos, zona Oeste da Capital. A princípio, de acordo com o fundador e presidente da entidade, Wagner Moura, o local irá abrigar cerca de 100 pessoas. Nas próximas duas semanas serão acolhidas outras 200 serão alocadas.

As famílias venezuelanas que foram acolhidas, a partir de hoje, receberão alimentação e estrutura de dormitórios familiares, refeitório e banheiros coletivos. Além disso, cada família vai receber as três refeições diárias, um kit de material básico de higiene e uma barraca família de tamanho 3x3.

Durante a inauguração, os imigrantes foram recebidos com muito carinho e amor, muitos deles, emocionados choravam ao ouvir as belas canções que lembravam e retratavam suas origens.

“O impacto nós vemos nos rostos deles, porque quando chegaram aqui e viram esse abrigo com mais dignidade muitos se alegraram, se emocionaram e agradeceram”, contou

“No Centro, os próprios imigrantes serão os responsáveis por fazer o gerenciamento da estrutura. Além de oficinas que serão ministradas também por eles, como a de marcenaria entre outras”, disse o presidente.

Um dos grandes desafios, conforme explicou Wagner, são os recursos. “Nós trabalhamos com apadrinhamento e até o momento, o projeto já conta com 100 padrinhos. No entanto, a organização precisa de mais de 500”, frisou.

Para ser um padrinho basta doar R$ 50 ou mais. Sobre o Projeto ‘Brasil, Um Coração que Acolhe’ acesse o site www.fraternidadesemfronteiras.org.br.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!