NATAL DOS SONHOS
Campanha quer arrecadar brinquedos para crianças indígenas
Os interessados em contribuir com o projeto devem fazer doações de brinquedos na Rua Rio Guará, 304 no bairro Araceli
Por Raisa Carvalho
Em 16/11/2017 às 00:35
Há 16 anos, Juliana Duarte de 27 anos coordena a campanha Natal dos Sonhos (Fotos Nilzete Franco)

Há 16 anos, Juliana Duarte de 27 anos coordena a campanha Natal dos Sonhos, que distribui brinquedos para crianças indígenas da Comunidade Olho D´Água, próxima ao município de Normandia, norte do Estado. Após morar na região enquanto muito jovem, ela era uma das crianças da comunidade que não tinha acesso a brinquedos e outros luxos. Hoje, estudante de pedagogia, ela volta à comunidade todos os anos para entregar presentes no período natalino.

“Quando eu era ainda criança eu comecei a pedir ajuda para arrecadar os brinquedos, pensando nos pequenos que assim como eu, não tem essa simples oportunidade de ter um brinquedo. Tive uma infância com dificuldades financeiras. Essas crianças ficam o ano todo esperando ganhar um presente no natal, algumas delas nunca tiveram um brinquedo”, relata.

A jovem consegue juntar todos os anos até 200 brinquedos que são levados até a comunidade de ônibus. “Esse ano consegui um apoio de um professor que irá levar os brinquedos de carro, e não terei que pagar a passagem, quero juntar o máximo de brinquedos possíveis, não dava pra juntar muito, porque não tinha como levar, agora eu tenho e quero levá-los até outras comunidades que também precisam”, reforça.

Os interessados em contribuir com o projeto devem fazer suas doações de brinquedos novos ou em boas condições na própria residência de Jéssica localizada na Rua Rio Guará, 304, no bairro Araceli.

“Nós também iremos divulgar novos pontos de coleta, ou basta entrar em contato pelo telefone 99136-9473 que iremos buscar”, disse.

Os brinquedos serão entregues às crianças no dia 15 de dezembro com uma grande festa. “Não quero que seja apenas a entrega dos presentes, quero que as crianças se sintam acolhidas, e entendam que o sentimento do natal é o da solidariedade, é passar um sentimento bom de afeto ao próximo. Pode ser um pequeno gesto, mas esse carinho tem um impacto muito grande na vida deles. Tem crianças ali que já cresceram no período em que realizo essas doações, e hoje estou levando presentes aos filhos delas”, disse.

Davi disse: Em 16/11/2017 às 05:12:48

"Tanta terra esses coitadinhos tem e mesmo assim não tem condição de comprar um brinquedo ???"