OPERAÇÃO SOTURNO
Câmara abre procedimento para investigar vereador
Gostei (0) Não gostei (0)
A Câmara Municipal de Boa vista informou que irá instalar uma comissão para apurar as acusações que têm como alvo o vereador Wagner Feitosa (SD)
Por Folha Web
Em 06/03/2018 às 16:30
O parlamentar ainda ressaltou que a Câmara Municipal nada tem a ver com a Operação realizada pelo Gaeco (Foto: Nilzete Franco)

A Câmara Municipal de Boa vista informou que irá instalar uma comissão para apurar as acusações que têm como alvo o vereador Wagner Feitosa (SD).
Segundo o presidente da Casa, vereador Mauricélio Fernandes (MDB), a Procuradoria da Câmara foi acionada e irá analisar os procedimentos legais para apurar o caso, dando o suporte necessário à comissão.

Em coletiva juntamente com o presidente da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, vereador Albuquerque (PC do B) e o procurador-geral da Casa, Alexander Sena Mauricélio explicou que o parlamentar terá que cumprir o afastamento de 120 dias até nova decisão judicial.

"A justiça está cuidando dessa situação junto com o Conselho de ética, e as informações serão averiguadas, mas cabe a justiça determinar ou não, é claro se houver comprovação definitiva do que está sendo colocado juridicamente e a Câmara irá tomar um posicionamento, fazer o que é correto de acordo com o regimento interno dessa casa. Com relação a substituição do vereador Wagner, nós vamos analisar o quanto antes. Mandado e decisão judicial não se discute, se cumpre. Se é direito, vamos fazer direito sem problema algum" disse.

O parlamentar ainda ressaltou que a Câmara Municipal nada tem a ver com a Operação realizada pelo Gaeco.
"Não foi um ato ligado as ações da Câmara, não tem nada vinculado à política e as normas da casa. A Câmara tem trabalhado como nunca, tem feito seu papel de legislar e cobrar o executivo, com indicações e projetos de leis, com sessões itinerantes, com sessões ordinárias, com audiências públicas" ressaltou.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!