NÍVEL DO RIO
Caer descarta racionamento, mas 'população precisa utilizar água de forma racional'
Gostei (0) Não gostei (0)
Diariamente, a Companhia monitora o nível do rio Branco
Por Folha Web
Em 26/02/2018 às 21:00
(Foto: Secom-RR)

Por conta do verão rigoroso, o Estado tem enfrentado uma forte estiagem. A Caerr (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) descarta a possibilidade de racionamento, no momento, porém a Companhia alerta a população para a importância do uso racional da água e o combate ao desperdício.

“Estamos trabalhando dentro da normalidade. No entanto é preciso evitar o desperdício e cada cidadão pode ajudar”, esclareceu o presidente da Caerr, Danque Esbell.

A Companhia monitora, diariamente, o nível do rio Branco, mas no momento não há uma situação crítica. Nesta segunda-feira, 26, subiu para 54 cm. “Já trabalhamos com o nível do rio abaixo de 50 centímetros. Mas acreditamos que esse ano o nível não cairá a esse extremo”, complementou.

Essa é uma medida que já faz parte do Plano de contingência elaborado para situações como esta. O objetivo é manter a produção de água sem alteração. Hoje continuamos com a produção de 1.100 litros por segundo.

Outra ação adotada pela Companhia é o estudo de pressão na rede de distribuição.

“Esse trabalho consiste em fazer avaliações na rede e com isso, identificar onde a pressão pode ser reforçada, de forma que a água tenha força para chegar até a caixa d´água do cliente. Esse trabalho continuará pelos próximos 30 dias, de forma contínua”, explicou o gerente do sistema de águas da Companhia, Paulo Anderson Amorim.

CUIDADOS - Entre os cuidados que a população deve adotar, estão não esquecer o chuveiro aberto durante o banho e nem a torneira aberta durante a escovação dos dentes. Já a torneira da pia da cozinha, deve ficar bem fechada após os compromissos do lar. Não usar água potável para lavar os carros e reaproveitar a água da máquina de lavar roupas para limpar as calçadas, entre outros cuidados.

REFORÇO - Com o propósito de garantir o abastecimento de água e atender toda a demanda, a Companhia realizou a reativação de seis poços tubulares.

“Com esse reforço tivemos condições de melhorar o abastecimento em áreas importantes como Caranã, União e Cauamé. E está em fase de estudo a reativação de mais dois poços, para atender as áreas do Santa Teresa e Cidade Satélite”, finalizou Esbell.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!