DEZEMBRO VERMELHOR
CTA disponibiliza testes rápidos de HIV e sífilis com resultado em menos de 30 minutos
Gostei (12) Não gostei (0)
Fazer o teste é fundamental para enfrentamento ao HIV/Aids
Por Folha Web
Em 01/12/2017 às 15:00
O evento segue até às 20h, desta sexta-feira, em frente ao CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), na Avenida Ville Roy, 215 (Foto: Divulgação)

Ter conhecimento do quadro e realizar o tratamento adequado são condicionantes fundamentais para estancar o avanço do vírus HIV em Roraima. Com este foco, iniciando as ações do Dezembro Vermelho, mês dedicado à prevenção ao HIV/Aids, a Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) promoveu nesta sexta-feira (01) uma ação para alertar a população sobre a importância de realizar o teste.

O evento segue até às 20h, desta sexta-feira, em frente ao CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), na Avenida Ville Roy, 215, Centro, próximo à Clínica Especializada Coronel Mota, onde o teste é disponibilizado gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h.

Na ação a população foi convidada a realizar os testes rápidos de HIV e sífilis e posteriormente receber orientações com assistentes sociais e profissionais da saúde da unidade sobre o resultado recebido.

A coordenadora do CTA, Deusa de Jesus, informou que para ter acesso aos exames a população não precisa de nenhum encaminhamento médico, apenas o documento de identidade e cartão do SUS. “O CTA resguarda a confiabilidade e sigilo do resultado do usuário após a realização do exame”, esclareceu.

Segundo a coordenadora geral de vigilância em Saúde, Daniela Souza, as ações servem para alertar a população sobre as formas de prevenção e diagnóstico para o tratamento da doença. “A Vigilância em Saúde vêm mostrar que o HIV pode ser evitado e tratado. A realização do teste rápido ajuda o paciente no diagnóstico precoce para melhor tratamento da doença”, disse.

A Aids não tem cura, por isso é importante que os testes rápidos, disponíveis também nos postos de saúde, sejam incluídos nos exames de rotina. Quanto mais cedo for descoberto, menores as chances de que a pessoa desenvolva a Aids e menores também a possibilidade de transmitir o vírus.

PERFIL – No ano passado, foram registrados no total 401 novos casos de HIV; e até novembro deste ano foram 315 casos.

A faixa etária mais incidente é de 20 a 49 anos, totalizando 805 casos nos últimos três anos. A maioria dos casos notificados é de pessoas do sexo masculino. Em 2016, o número de homens infectados foi o triplo em relação às mulheres. Em 2017, foram notificados 231 homens com a doença e 84 mulheres.

Em relação à orientação sexual, o público predominante é o autodeclarado heterossexual (54%), seguido de homossexuais (25%) e bissexuais (8%).

 

TRATAMENTO - O Governo do Estado oferece tratamento gratuito para portadores do vírus por meio do SAE (Serviço de Assistência Especializada), para a qualidade de vida a partir da reconstituição do sistema imunológico. Atualmente, o SAE atende a mais de 1.770 pacientes com HIV/Aids.

A unidade funciona anexa à Clínica Especializada Coronel Mota e é responsável por atender e acolher portadores de HIV/Aids. Lá, são realizados exames mais aprofundados e o paciente passa a ser acompanhado. Os medicamentos antirretrovirais são fornecidos pelo Governo Federal e distribuídos pela farmácia do SAE, após atendimento médico.

 

 

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!