FESTIVAL
Boa Vista sediará maior concurso de quadrilhas juninas do país
Gostei (5) Não gostei (12)
Evento dará visibilidade e colocará o arraial boa-vistense no contexto nacional de festejos juninos
Por Folha Web
Em 05/12/2017 às 20:00
(Fotos: Andrezza Mariot e Eduardo Andrade)

O município de Boa Vista foi escolhido para sediar o Concurso Nacional de Quadrilhas de 2018. A escolha aconteceu na Assembleia Geral Ordinária da Confederação Brasileira de Entidades Juninas (CONFEBRAQ), entre os dias 1º e 3 de dezembro, em Brasília-DF.

A Prefeitura de Boa Vista foi representada pelo superintendente de cultura da Superintendência de Esporte e Lazer da Fundação de Educação, Turismo, Esporte e Cultura (Fetec), Enos Almeida.

Além de Roraima, apenas outros dois estados do norte do Brasil sediaram o encontro há alguns anos: Tocantins e Amapá.

Ainda conforme Enos, este evento dará visibilidade e colocará o arraial de Boa Vista no contexto nacional de festejos juninos, principalmente junto ao Ministério do Turismo.

“A ideia é que o concurso aconteça na Praça Fábio Marques Paracat, no mês de agosto. Teremos a tarefa de receber mais de 20 grupos de todo o país, que serão recepcionados pelas quadrilhas locais”, ressaltou.

Neste meio tempo, Boa Vista receberá visitas técnicas da executiva nacional da Confebraq e elaborará o plano do que será o festival em 2018 em Boa Vista.

“Conseguimos com que um quadrilheiro local fizesse parte do executivo ocupando a vice-presidência da Confederação Nacional. Estamos com a responsabilidade nas mãos de realizar um dos melhores eventos”, destacou.

CONFEBRAQ - A CONFEBRAQ atualmente representa 22 Entidades Estaduais e mais 6 mil Quadrilhas Juninas, com a missão de resgatar, apoiar e promover os grupos, através de ações e ferramentas de sustentabilidade, visibilidade e valorização.

A meta é manter viva a tradição das quadrilhas juninas e os festejos juninos em todo território nacional, viabilizando e facilitando o acesso de milhares de jovens nas atividades socioculturais dos grupos juninos, criando opções de conhecimento desta cultura, além de oferecer lazer e caminhos profissionais nas áreas de dança, teatro, música, moda e artes plásticas, distanciando dos caminhos das drogas e da marginalidade.

Com informações da Semuc

(Foto: Semuc)
(Foto: Semuc)
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!