NOS PÊNALTIS
Baré vence Manaus nos pênaltis, conquista a Taça da Amizade e carimba faixa dos manauaras
O Baré venceu o Manaus por 4 a 2 nos pênaltis, depois de empatar em 1 a 1 no tempo normal de jogo e conquistou a Taça da Amizade, além de carimbar a faixa do atual campeão do Amazonas
Por Ribamar Rocha
Em 15/01/2018 às 00:16
Atletas comemoram a conquista da primeira taça do ano 9Foto: Divulgação rede social do clube)

O Baré venceu a equipe do Manaus F C, por 4 a 2, nos pênaltis, depois de empatar em 1 a 1 no tempo normal de jogo e conquistou a Taça da Amizade, além de carimbar a faixa do atual campeão do Amazonas, já que o jogo serviu de entrega de faixas aos campeões manauaras de 2017. O confronto aconteceu na tarde desse sábado no Estádio Roberto Simonsen, localizado no Clube do Trabalhador do Amazonas, o Sesi do Aleixo, na zona Leste da capital amazonense.

O Manaus abriu o marcador aos 39 minutos do primeiro tempo com Panda cobrando falta. O Baré empatou aos 44 do segundo tempo com Luiz Carlos. Nas cobranças de pênaltis o Colorado da Consolata foi melhor e venceu por 4 a 2, com Bruninho, Douglas Ribeiro, Lucas Sudário e Fabinho convertendo as cobranças para o Baré. Geferson desperdiçou a cobrança. Destaque para o goleiro Júnior que defendeu duas cobranças do Manaus.

“Foi um grande jogo, mesmo com a forte chuva que caiu antes e durante o jogo e que deixou o campo encharcado e o gramado pesado, mas nossa equipe se portou bem fisicamente e taticamente foram perfeitos, tanto que tomamos o gol de bola parada”, disse o treinador Júnior Pinho.

O treinador disse que na segunda etapa o Colorado rendeu melhor, principalmente depois que o Manaus fez algumas alterações na equipe.

“Fizemos as substituições em cima das mudanças do Manaus e com isso conseguimos surpreender eles, pois sabíamos que o time deles era um time pesado e lento”, disse. “Principalmente na defesa e criamos algumas possibilidades de gol mais não concluímos e quando empatados no final, sabia que adecisão da Taça Amizade iria para os pênaltis, mudei o goleiro Douglas e coloquei o goleiro Júnior, pois sabia que era um grande pegador de pênalti. E graças a Deus deu tudo certo e toda a equipe está de parabéns”, concluiu.

O goleiro Júnior veio do Manaus, onde defendeu o clube desde sua fundação, e 2013.

Para Júnior Pinho o jogo serviu para continuar a avaliação que vem fazendo do elenco para encontrar a melhor formação da equipe para as disputas do Campeonato Estadual da Federação Roraimense de Futebol (FRF) e da Série D do Campeonato Brasileiro.

“Esse jogo foi muito importante para uma avaliação da nossa equipe, até porque enfrentamos uma equipe forte e é a atual campeã do Amazonas e que está se preparando para duas competições nacionais e o Estadual e esse desafio foi muito bom para nossos atletas, o grau de dificuldade foi alto e isso estimulou nossos atletas”, disse.

Por isso o treinador aproveitou o amistoso para conhecer melhor o desempenho de seus atletas em campo e colocou duas equipes para jogar. No começo do jogo, Junior Pinho mandou a campo Douglas; Geferson, Giliard, Luiz e Natan; Dudu, Cacau Bruninho e Jonas; Junior Neymar e Nailson. Para a segunda etapa a equipe jogou com Júnior; Geferson, Douglas Ribeiro, João e Dudu; Júlio, Cacau, Stanley e Lucas Sudário; Bruninho e Luiz Carlos.

O jogo contra o Manaus foi o segundo amistoso do Colorado da Consolata nesta pré-temporada. No primeiro jogo-treino o Baré venceu o São Paulo do município de Alto Alegre, interior do Estado, por 2 a 0. O sistema utilizado pelo treinador nos dois jogos amistosos foi o 4-4-2.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!