CONCURSO PÚBLICO
Assembleia deve lançar edital do concurso público no dia 23
Gostei (1) Não gostei (0)
Por Folha Web
Em 02/02/2018 às 00:59
A prova está prevista para ser realizada em maio deste ano, informou o procurador geral da Assembleia Legislativa, Andreive Ribeiro (Foto: Hione Nunes)

O edital do concurso público da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) está previsto para ser lançado até o dia 23 de fevereiro. Já a realização da prova está prevista para o mês de maio. Serão ofertadas 32 vagas, de nível médio e superior.

A organizadora do certame será a Funrio e a Assembleia Legislativa será a responsável em formar a Comissão Fiscalizadora do processo. “É um concurso muito esperado, até porque tem não só a vontade de as pessoas trabalharem no Poder Legislativo, mas também tem um nível salarial adequado no Estado”, disse o procurador geral do Poder Legislativo, Andreive Ribeiro.

O seletivo terá vagas de ensino superior para administrador, analista de sistemas, assessor técnico legislativo, contador, economista, enfermeiro, procurador jurídico, psicólogo, revisor e tradutor de inglês. Para as vagas de ensino médio estão previstos os cargos de assistente legislativo e taquígrafo.

Segundo a Assembleia, o cargo de nível médio tem um salário inicial de R$3.218,50, podendo chegar no final da carreira em R$12.222,26; nível superior de R$6.079,31 sendo no final de carreira R$23.086,17 e o cargo de Procurador, também de nível superior, tem salário inicial de R$7.903,10 e no final de carreira R$30.012,01. A Casa Legislativa ressalta que deve se acrescentar aos rendimentos os auxílios e benefícios de alimentação e transporte, assim como progressão que é concedida a cada dois anos.

PCCR - Outro ponto positivo para os novos servidores, após a aprovação e contratação, será a integração ao Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR), aprovado em dezembro de 2016 e regido pela Lei nº 1.160, de 29 de dezembro daquele mesmo ano. “O PCCR foi uma demanda de servidores efetivos da Casa. Essa lei traz benefícios aos servidores, estipulando os salários, as formas de progressão na carreira e ainda fixa o mês de março como a data-base do reajuste do salário dos servidores”, explicou Andreive Ribeiro. Atualmente, a Casa possui 76 servidores efetivos.

Sobre o concurso, o procurador geral comentou que a Assembleia deve convocar os aprovados, dentro do número de vagas estipulado em edital, ainda este ano, e que o concurso público terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!