AREA INDÍGENA YANOMAMI
60 são detidos em garimpo ilegal com armas e bebidas
Gostei (0) Não gostei (0)
Na Operação Escudo, realizada pela 1ª Brigada de Infantaria de Selva foram encontradas armas, equipamentos e quase duas mil latas de cerveja e setenta garrafas de bebidas destiladas.
Por Folha Web
Em 22/02/2018 às 18:00

Cerca de sessenta pessoas, entre homens e mulheres, foram detidas durante uma ação realizada pelo exército brasileiro nessa quarta-feira (21) em uma área de garimpo ilegal na região da Terra Indígena Yanomami. O local era identificado como 'Garimpo do Mutum' e estava localizado no alto do Rio Uraricoera, a noroeste do estado.

As prisões ocorreram durante ação da Operação Escudo, pela 1ª Brigada de Infantaria de Selva, por intermédio do Comando de Fronteira Roraima e do 7º Batalhão de Infantaria de Selva, que contou com trinta homens em três helicópteros do Exército.

Segundo o exército, devido à aproximação das aeronaves, foi possível observar a fuga de sete embarcações de pequeno porte, deixando para trás o material utilizado ilegalmente.

Entre eles, um motor de popa, uma motosserra, dois geradores, um equipamento rádio comunicador YAESU, um televisor, duas armas de fogo cal 28 / cal 22, quinze facões, um arpão, quatro aparelhos de som, uma roupa de mergulho e quinze carotes vazios de 50 litros.

Além destes, também foram encontradas quase duas mil latas de cerveja e setenta garrafas de bebidas destiladas.

A Operação Escudo foi intensificada desde janeiro e ocorrerá de forma ininterrupta ao longo do ano.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!