Boa Vista Sábado, 23 de agosto de 2014
Links e Serviços
Colunas
Serviços
WebMail
 





Compartilhar


    14/02/2014 01h28

Servidores da Suframa anunciam greve


   


Foto:  Antônio Diniz

Servidores da Suframa em Roraima deverão parar sua

RIBAMAR ROCHA
Editoria de Cidade
ribamar@folhabv.com.br

Os 16 servidores que são responsáveis pela fiscalização do desembaraço de mercadorias na Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) em Roraima devem entrar em greve na próxima quarta-feira, dia 19, por tempo indeterminado. O anúncio foi feito pelo representante do Sindicato dos Servidores da Suframa (Sindframa), Liendenson Melo. O objetivo será reivindicar melhorias no prédio da entidade em Roraima e cobrar a aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) da categoria.  

As atividades da Suframa funcionam na rua Paulo Coelho Pereira, no São Vicente, na zona Sul. Segundo Liendenson Melo, com a greve as empresas do Estado que são cadastrados na Área de Livre Comércio (ALC) e que dependem da fiscalização da Suframa para liberar as mercadorias podem ter suas atividades prejudicadas.

"Sem o desembaraço da Suframa, os empresários não podem obter os incentivos fiscais e a mercadoria ficará parada no depósito ou na transportadora até que se faça a liberação", frisou. Ele disse que a área é responsável pela vistoria e liberação de 90% das mercadorias que entram no Estado através da ALC de Boa Vista. As únicas mercadorias que não são responsabilidade de fiscalização da Suframa são armas, munição, bebidas alcoólicas e cigarros.

"Todo o restante das mercadorias consumidas no Estado e que são oriundas de outros estados tem que passar pela fiscalização da Suframa. E a partir de quarta-feira, só vamos fiscalizar e liberar os gêneros congelados e medicamentos. Isso em atendimento aos 30% dos serviços que devem permanecer ativos", disse.

O sindicalista informou que, antes de tomarem a decisão de fazer greve, foram feitas negociações junto ao Ministério da Indústria e do Comércio, mas que não surtiram efeito. "As negociações já foram esgotadas e o sindicato decidiu em assembleia, na semana passada, por unanimidade, entrar em greve por tempo indeterminado", afirmou.

Ele informou que essa é a primeira greve que deve ser deflagrada na Suframa em seis anos do órgão em Roraima. "Antes, houve paralisação de 24 horas em 2010 e outra de 48 horas em 2013, que foram programadas para abrir negociação. Como não houve negociação, vamos fazer a greve por tempo indeterminado", frisou. (RR)

 

Atenção! Lembre-se que os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal


.: Publicidades :.

















 
 
Copyrigth © 2008 - Folha de Boa Vista - Todos os Direitos Reservados