Boa Vista Segunda-feira, 01 de setembro de 2014
Links e Serviços
Colunas
Serviços
WebMail
 





Compartilhar


    18/12/2013 16h10

Números do PIB apontam Rorainópolis com o melhor desempenho econômico


   

Segundo os últimos dados divulgados do Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios roraimenses referente ao ano de 2011, apresentado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), em parceria com a Seplan (Secretaria Estadual de Planejamento), Boa Vista continua concentrando a maior parte da riqueza gerada em Roraima.

O PIB de Boa Vista atingiu o valor de R$ 5.103 milhões, o que representa 73,4% de tudo o que foi produzido no Estado. Em todos os setores da economia local, Boa Vista é o município que apresenta os maiores valores. A Capital concentra 78,4% do valor gerado pela indústria de Roraima, 74,5% do setor de serviços, e 14,8% da agropecuária, além de concentrar 64,2% do valor adicionado pela Administração Pública.

Dentre os municípios do interior, Rorainópolis é o que apresenta o melhor desempenho econômico, com PIB de R$ 267 milhões. A economia, assim como todas as dos demais municípios do estado, é baseada principalmente no Setor de Serviços, que representa 79,3% do PIB municipal, com destaque para a criação de valor adicionado oriundo da Administração Pública, que sozinha gerou R$ 165 milhões, ou seja, 64,6% do PIB.

Caracaraí com PIB de R$ 208 milhões, Mucajaí com R$ 182 milhões, Cantá com R$ 173 milhões, Alto Alegre com R$ 173 milhões, e Bonfim com R$ 134 milhões, fecham o quadro das sete maiores economias do Estado. Dentre estes municípios ressalta-se Bonfim, pois é o que registra a economia com maior dependência em relação à Agropecuária; este setor representa 24,4% de seu PIB. Tal importância agrícola para o município deve-se em parte a migração de produtores rurais de municípios vizinhos, principalmente de Normandia, para as terras de Bonfim, tornando-o assim o segundo maior celeiro agrícola do estado, atrás apenas da Capital Boa Vista.

No outro extremo, temos São Luiz e Uiramutã com as menores economias de Roraima, estes municípios apresentaram em 2011, respectivamente, PIB de R$ 69 milhões e R$ 70 milhões. Suas economias baseiam-se na agricultura familiar, e dependem exclusivamente de repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e recursos de amparo social como o Programa Bolsa Família. Uiramutã, inclusive, é o município brasileiro com a maior dependência em relação à Administração Pública que representa 81,0% da economia local desde 1999, ano em que se iniciou o cálculo para o PIB municipal.

Em relação ao PIB per capita, que representa o valor médio de riqueza gerado por cada habitante durante um ano, Boa Vista foi o município que teve o maior valor, com PIB per capita de R$ 17.553, seguido por Bonfim com R$ 12.114 e Cantá com R$ 12.101. Uiramutã é o município que apresenta o menor PIB per capita com R$ 8.276, seguido por São Luiz com R$ 10.055 e Amajari com R$ 10.309.

Atenção! Lembre-se que os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal


.: Publicidades :.

















 
 
Copyrigth © 2008 - Folha de Boa Vista - Todos os Direitos Reservados