Boa Vista Quarta-feira, 20 de agosto de 2014
Links e Serviços
Colunas
Serviços
WebMail
 





Compartilhar


    29/01/2013 08h00

Roraima teve 1.876 casos de dengue confirmados em 2012


   

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) divulgou o total de casos confirmados de dengue de 2012. Em Roraima foram 1.876. Comparado ao mesmo período de 2011, quando registrou 1.318 casos, houve aumento de quase 30%. Os dados são do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinannet). Apesar do aumento, dados do Ministério da Saúde (MS) apontam Roraima como estado que teve maior redução do número de casos graves de dengue nos últimos dois anos.

Em 2010, foram 282 casos graves, no ano seguinte 20 e em 2012, apenas dois casos. Redução de 99%. Quanto ao número de óbitos, a redução foi maior ainda: 100%. Em 2010, foram cinco óbitos; em 2011, um e no ano passado, não houve registro de morte causada pela doença.

Com o maior número de casos do total, Boa Vista foi responsável por quase 36% das confirmações do ano passado, isto é, 665. Além da Capital, seis municípios registraram mais de 100 confirmações. Caracaraí (165), São Luiz do Anauá (161), Iracema (114), Uiramutã (110), Rorainópolis (106) e Pacaraima (100).

O Núcleo de Controle da Febre Amarela e Dengue fez a entrega de banners sobre manejo clínico de paciente com dengue para as unidades de média e alta complexidade do estado. Os banners foram colocados nos consultórios, atrás do paciente, no campo de visão do médico. De acordo com o gerente do Núcleo, Joel Lima, o estado tem feito investimento em capacitações de médicos e enfermeiros. Mas isso não basta. A população precisa cooperar.

A população tem de ficar alerta, pois sempre há risco de surto. Por isso é importante que os moradores facilitem o trabalho dos agentes, bem como, autorizem a entrada dos profissionais nas residências, realizem constantemente a limpeza dos quintais, destruam os recipientes que servem como criadouros do mosquito, entre outras medidas.

Lima destaca que cada pessoa deve fazer sua parte. A prevenção ainda é a melhor forma de combate à doença. Atitudes simples, como não deixar acumular água em pneus, tampar caixas d’água, virar as garrafas e fazer a limpeza dos quintais são ações que evitam a proliferação do mosquito.

  

Atenção! Lembre-se que os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal


.: Publicidades :.

















 
 
Copyrigth © 2008 - Folha de Boa Vista - Todos os Direitos Reservados