Boa Vista Terça-feira, 02 de setembro de 2014
Links e Serviços
Colunas
Serviços
WebMail
 





Compartilhar


    26/03/2012 08h21

Projeto vai ensinar crianças e adolescentes a produzirem cinema


   


Foto:  Raynere Ferreira

Crianças de 04 a 17 anos da Canarinhos da Amazônia
NEIDIANA OLIVEIRA
neidiana@folhabv.com.br


Um projeto inovador vai instalar a primeira escola infanto-juvenil de cinema da Amazônia, direcionada aos jovens participantes da Associação Cultural Canarinhos da Amazônia (Asccam). Esta é mais uma iniciativa do cineasta roraimense Thiago Sardenberg, que também é diretor do longa-metragem produzido no Estado “Amigos de uma vida inteira”.

Com o método de aprendizagem diferenciado, que tem como ferramenta principal a linguagem cinematográfica, a Escola de Cinema será destinada a crianças e adolescentes na faixa-etária de 04 a 17 anos da Asccam. Trata-se de um desafio a quem não tinha a pretensão de fazer cinema em Roraima, mas agora vê o projeto como uma oportunidade.

“A proposta é, a partir da arte, oportunizar as crianças a abrirem novos horizontes, por meio do ensino da arte que já era feito anteriormente com a música. Cinema e a música falam de valores importantes para a formação de um cidadão, pois são expressões vindas do coração”, afirmou Sardenberg.

Os participantes do coral serão ensinados por meio de oficinas sobre o processo de realização cinematográfica com atividades utilizando brinquedos ópticos, desenhos de storyboards, manipulação de câmeras e ainda, ao final do curso, os próprios alunos vão realizar seus próprios vídeos e apresentá-los no Um Minuto Pela Paz.

No encerramento do primeiro semestre da escola, será realizado o evento “Um Minuto Pela Paz”, que nada mais é que a culminância de parte do projeto. Nesta ocasião, os alunos cineastas terão a oportunidade de produzir curtas com duração de até um minuto e apresentá-los ao público.

Sardenberg informou que o ensino do cinema está totalmente inserido no contexto musical, pois a sétima arte é uma janela para o mundo, o que a torna uma ferramenta poderosa de identificação global. “Acreditamos que a escola trará bons retornos para a sociedade. Os cantores serão capacitados artisticamente e cientificamente, mas também humanamente”, disse.

Em uma coletiva de imprensa, foi apresentada a equipe da Escola de Cinema Canarinhos da Amazônia, composta pelo cineasta Thiago Sardenberg, coralista e membro fundador da 1° Geração de Canarinhos, e o cineasta Alex Pizano, pioneiro na produção cinematográfica local, produtor do primeiro longa-metragem roraimense “Remanescente das sombras” e o curta “O Estranho”.

Para Alex Pizano, a proposta da escola é passar informações e conhecimentos técnicos em uma língua específica de cinema. “Queremos também promover a cultura local, pois é um projeto pioneiro deste segmento e será genuinamente roraimense. O cinema casa todas as mensagens que incluem teatro, música, dança, fotografia e demais expressões artísticas”, comentou.

Pizano destacou que é uma grande satisfação está participando de um projeto audiovisual tendo como foco o trabalho de desenvolvimento de futuros cineastas. “Vamos trabalhar a sétima arte através do olhar artístico e crítico, para que assim possamos passar para as crianças e adolescentes um pouco da magia, que é o cinema”, salientou.

A presidente da associação e idealizadora do projeto, Miriam Blos, que há 23 anos se dedica na formação de gerações de coristas, informou que atualmente o Canarinhos da Amazônia conta com 50 integrantes e a nova atividade vem acrescentar no potencial dos participantes.

“Existe uma preocupação em preencher as lacunas desses jovens, estabelecendo mais oportunidades. A música e o cinema têm tudo a ver. Vamos mostra mais a realidade de Roraima e, sobretudo, da Amazônia”, complementou.

Ela disse que o objetivo é criar em Roraima um celeiro de ideias com um laboratório fértil de criatividade e inovação, dando oportunidade aos jovens canarinhos de desenvolverem suas potencialidades através da sétima arte. “O Thiago, como participante dos Canarinhos, veio com esta iniciativa agregar valor a Ascam”, frisou.



Atenção! Lembre-se que os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal


.: Publicidades :.

















 
 
Copyrigth © 2008 - Folha de Boa Vista - Todos os Direitos Reservados