Por Francisco Cândido
Em 15/03/2016

Gente da nossa gente, personagem VIVA da nossa História.
MALU – Maria Luiza Vieira Campos

MALU (Maria Luiza Vieira Campos) nasceu no município de Alenquer, no Estado do Pará, em 27 de maio de 1941, e veio para Boa Vista com a família no ano seguinte. Seus pais Cícero Vieira Neto e Júlia Soares Vieira, formaram uma das famílias mais representativas deste Estado. Ao todo são onze irmãos (quatro homens e sete mulheres): Raimunda (Nenê), Neuza (falecida), Fátima, Leonor (Lili), Antonia (Tunica, ex-secretária de Educação), Leônidas (falecido), Pedro Antônio, Silvio, Ana Maria, Cícero Junior e Julinha.

O pai, Cícero Vieira, foi um próspero comerciante e dono de engenho no município de Alenquer/PA e ao saber que no Território Federal do Rio Branco (Roraima) estava havendo exploração de garimpo, trouxe a família em 1942 para Boa Vista e, em seguida foi para o interior, morar na região do Boqueirão – rio Uraricoera. Depois de alguns anos, a família voltou a Boa Vista onde permanece até hoje. O senhor Cícero Vieira já faleceu, assim como a senhora Júlia Soares Vieira.

Quanto à filha, Maria Luiza Vieira Campos, a Malu, iniciou seus estudos ainda no interior do Território, depois, ao retornar a Boa Vista, passou a estudar na Escola São José e, foi convidada pelas madres católicas para ir estudar em Manaus no Colégio Salesiano Nossa Senhora Auxiliadora. Foi nessa unidade de ensino que aprimorou suas técnicas artesanais. E, quando passava as férias em Boa Vista, conheceu José Amadeu Ribeiro Campos (Dêca), Escrivão Eleitoral, com quem casou em 1960.

O casal teve os filhos: Kátia, Luiza, Télcia Maria, Neyle, Júlia América, Cíntia Cristina, Alessandra (falecida) e Antonio Ribeiro Campos Neto (falecido).

Deles descendem os netos: Vyviany, Carolyny, Radan, Suelen, Natália, Nayara, Fernanda, Fabiana e Isabelle. E, há, ainda, os bisnetos: Virgílio Neto, Virgínio, Maria Luiza e João Pedro.

O marido da Malu, o senhor José Amadeu Ribeiro Campos (Dêca), faleceu no dia 18/03/1992. E, a Malu continuou seu trabalho artístico, como uma das melhores artesãs de Roraima. Ela é uma das fundadoras e a primeira presidente do Centro de Artesanato, criado em 1974, funcionando até hoje na Rua Floriano Peixoto, Centro.

Em virtude do seu amplo trabalho na área social, Malu concorreu como candidata à vereadora pela Câmara Municipal de Boa Vista, pelo PPB, recebendo mais de 2.000 votos. Ainda assim, com um número expressivo de votos, ficou na suplência. Meses depois, com a indicação do vereador Henrique Machado, também do PPB, para o cargo de Conselheiro do Tribunal de Conta do Estado, a Malu assumiu a vaga de vereadora e passou a ser a voz forte na defesa das causas sociais e a apresentar inúmeros projetos de leis que beneficiavam as classes trabalhadoras. E, em 2002 foi eleita deputada estadual pelo “Partido dos Aposentados da Nação” – PAN, tomando posse em 01/01/2003. Como deputada apresentou vários Projetos visando à defesa dos direitos e garantias dos aposentados e também dos trabalhadores ativos.

Malu foi eleita como Membro da Academia Roraimense de Letras e, em 21/12/2004 a Câmara Municipal de Boa Vista lhe concedeu o Título de “Cidadã Boa-Vistense”. Hoje, mesmo com as limitações físicas devido à diabete, a Malu continua o seu trabalho artesanal e a representar Roraima em eventos culturais.

 

 

Francisco Cândido
franciscocandido992@gmail.com
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Minha Rua Fala
+ Ler mais artigos de Minha Rua Fala