Por Francisco Cândido
Em 08/03/2016

Gente da nossa gente, Personagem VIVO da nossa História.
MURILO BEZERRA DE MENEZES

A Lei Estadual nº 734/09, de 22 de julho de 2009, dispõe sobre “Tombamentos como parte do patrimônio histórico do Estado de Roraima” e, em seu Art. 3º, “Nos termos do art. 159 da Constituição do Estado”, são tombados como parte do patrimônio histórico do Estado vários bens materiais e imateriais de Roraima, dentre eles, no Inciso I - O acervo da Imprensa Oficial de Roraima, desde sua criação (29/12/1983, como “Diário Oficial do Governo do Território”) até 31 de dezembro de 1991.

Na realidade, a Imprensa Oficial começou bem antes. O hoje ”Diário Oficial do Governo” iniciou como “Órgão Oficial”, depois como “Boletim Oficial do Governo”, criado pelo o primeiro Governador do Território Federal do Rio Branco, o capitão Ene Garcez dos Reis, no dia 24 de julho de 1944. E, o detalhe é que os textos eram datilografados e mimeografados em uma sala da Prelazia, na Rua Bento Brasil – onde funcionava a Administração Territorial, e depois distribuídos nas Divisões (Secretarias) do Governo.

Feita esta apresentação, me atenho ao nosso personagem de hoje, o senhor Murilo Bezerra de Menezes, um profissional que foi por muitos anos um “símbolo” da Imprensa Oficial de Roraima.

Em janeiro de 1963 foi nomeado como Governador do Território Federal de Roraima, o ex-Procurador Geral do Estado do Amazonas, o Dr. Francisco de Assis Albuquerque Peixoto (Assis Peixoto), permanecendo no cargo até junho de 1964. Neste período indicou como Chefe da Divisão de Publicação e Artes Gráficas da Imprensa Oficial, o senhor Adalberto Bezerra de Menezes e, este, por sua vez, convidou o seu irmão Murilo Bezerra de Menezes que já trabalhava na redação e divulgação do Jornal “O Átomo” de propriedade do Tenente Guimarães. E, foi assim que o Murilo ingressou na Imprensa Oficial de Roraima.

Em 1971 Murilo foi para Caracarai, onde passou a trabalhar como Secretário da Prefeitura, e depois, em 1974, foi nomeado Prefeito de Caracaraí, por nomeação do Governador, à época, Hélio da Costa Campos. No final do ano, o Murilo retornou à Boa Vista para se engajar na Campanha política de Hélio Campos que era candidato a Deputado Federal.

Murilo Bezerra era o locutor/anunciador do candidato Hélio Campos, e ainda participava como locutor do “Serviço de Alto Falante Aimoré”, pertencente à Igreja Católica. E, também era o anunciador/locutor nas quermesses diante das Igrejas: Matriz de Nossa Senhora do Carmo, São Sebastião, e de São Francisco.

Hélio Campos foi eleito deputado federal e, em 1976 indicou o Murilo para o cargo de Prefeito de Normandia. O Murilo foi o 1º Prefeito de Normandia, e a sua mulher a senhora Sílvia (Severina Silva de Menezes) a 1ª dama daquele município.

Em 1978, Murilo retornou para Boa Vista. Mas, o governador que assumiu o governo do Território, o coronel Fernando Ramos Pereira, enviou o Murilo para trabalhar na “Garagem do Governo”, situada no Bairro Calungá (em frente a Escola Barão de Parima).

Em 1978, houve nova eleição para o cargo de Deputado Federal (Roraima só elegia um deputado federal para representar o Território em Brasília). Naquele ano, disputava a única vaga, o coronel Hélio Campos e o médico Silvio Lofego Botelho. O Murilo engajou-se na campanha política para ajudar o Hélio Campos, que saiu vitorioso.

Em abril de 1979 foi nomeado outro governador para o Território, o brigadeiro Ottomar de Sousa Pinto, que ficou no governo até março de 1983.

Neste período do primeiro governo de Ottomar Pinto, o Murilo Bezerra, que havia retornado para a Imprensa Oficial, foi para o Município de Cararacai, onde passou a trabalhar inicialmente no Fórum da cidade e depois como Secretário na Câmara Municipal de Caracaraí. E, no final de março daquele ano, o Murilo foi convidado pelo o então Diretor da Imprensa Oficial, o senhor Anísio Fernandes, para que retornasse à Boa Vista e reassumisse os seus trabalhos na Imprensa Oficial.

Em 1984 o Murilo Bezerra de Menezes assumiu em definitivo o cargo de Diretor da Imprensa Oficial, permanecendo até 1992 quando, aposentou-se do serviço público.

Atualmente o senhor Murilo Bezerra de Menezes está em sua residência, na Rua Álvaro Maia (a rua da Rádio Equatorial), no Bairro Aparecida. Ele nasceu em Manaus no dia 06/06/1935, e é filho do casal José Bezerra de Menezes e Helena Bezerra de Menezes.

O Murilo hoje é viúvo, sua esposa, a professora Sílvia (Severina Silva de Menezes), faleceu no dia 15 de janeiro de 2012.

O casal teve 05 (cinco) filhos: José Alberto Silva de Menezes (professor); Ivana Maria Silva de Menezes (trabalha na Empresa Yes Locadora de Veículos, na Avenida Major Williams), Cynara Selma da Silva de Menezes (professora), Giane Helena Menezes de Oliveira (professora), e Ana Cybelle Silva de Menezes (funcionária pública do Estado de Roraima). Deles descendem 12 netos: Karine, Luana e Murilo Rogélio (filhos do José Alberto); Simone, Cynira; e Giovane (filhos da Ivana); Ayhena, Caroline e João Vítor (filhos da Cynara); e Carla, Camile e Murilo Neto (filhos da Giane). E, ainda há 03 (três) bisnetos: Josué e João Gabriel (filhos da Ayhena); e Henry Gustavo (filho da Karine).

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Francisco Cândido
franciscocandido992@gmail.com
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Minha Rua Fala
+ Ler mais artigos de Minha Rua Fala