Por Folha Web
Em 27/11/2017

 ESPAÇO DO LEITOR 

SEM ÁGUA
Pelo aplicativo da Folha para smartphones, um leitor, que pediu para não ser identificado, denunciou a situação enfrentada pelos moradores do bairro Centenário. “Nosso bairro está um caos. A falta de água ou baixa pressão, como dizem os técnicos da Companhia de Águas e Esgotos de Roraima, seguirá por muito tempo. A situação é a mesma para quem tem caixa d’água e quem não tem caixa d’água, pois a pressão não permite o reabastecimento das caixas. A saída encontrada foi a instalação de uma torneira a 10 centímetros do solo, que hora ou outra goteja alguns litrinhos do petróleo da vida: a água. Talvez assim dê para captar, na cuia, uns R$ 49 da taxa que eu pago no final de cada mês.

SEM ENERGIA
No bairro Pintolândia, os moradores estavam sofrendo com a falta de energia elétrica. “No sábado à noite faltou energia e só voltou uma da manhã. No domingo de manhã, a energia foi embora às 6 horas. E ainda temos que pagar pelo reajuste”, relatou o morador Pedro à Rádio Folha.

REFORMA 1
A leitora Maria Daiane de Oliveira Ramos comentou sobre a discussão da Reforma da Previdência pelos deputados federais: “Os parlamentares estão em um momento de uma grande decisão que, se não for bem avaliada, poderá futuramente trazer prejuízos para toda a nação brasileira, isto é, se votarem essa reforma, sem análise de alguns pontos, que ainda estão obscuros, estarão se enlaçando com as próprias mãos, dificultando a manutenção dos trabalhadores na velhice. Essa proposta da reforma da previdência, que o governo que impor a nossa nação, além, de impor mais idade e mais anos de contribuição previdenciária para conseguir se aposentar, ainda diz que o trabalhador não poderá ganhar seu salário integral”.

REFORMA 2
Ela continuou: “Se o trabalhador que almeja se aposentar quiser ter o direito de receber o seu salário integral, será obrigado contribuir 40 anos para a Previdência. Este é um ponto que deveria ser inaceitável pelos nossos parlamentares, pois estes deveriam representar o nosso voto naquela Casa Legislativa. Um exemplo na prática é: um servidor público completará 30 anos em 2018 e já contribuiu para o IPER [Instituto de Previdência] durante 5 anos. Se este servidor quiser se aposentar com salário integral um dia terá que trabalhar mais 35 anos. E conseguiria alcançar a aposentadoria integral somente no ano de 2053”.

Folha Web
fale@folhabv.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Espaço do Leitor
+ Ler mais artigos de Espaço do Leitor