Por Shirley Rodrigues
Em 18/11/2017

Com Nad 
* O roubo de motos, por aqui, sempre foi uma prática bastante comum, mas agora está banalizada. Portanto, quem tiver as suas que tome bastante cuidado, pois os registros de roubos e furtos nas delegacias de Boa Vista aumentaram bastante. Neste momento, dois homens que também andam de moto estão sendo acusados pelas vítimas de praticarem esse tipo de assalto. De acordo com os relatos, eles agem com violência e obrigam as pessoas a se manterem de cabeça baixa durante a abordagem.

Com Tudo 
* O assunto foi fartamente noticiado na imprensa local e até em rede nacional, na quinta-feira, ao vivo pela Globo News. Estamos falando do lançamento da música #somostodoshermanos, de Neuber Uchôa, com participação da Banda Jamrock. A festa beneficente também marcou a abertura da campanha com o mesmo nome, apoiada pela Folha e entidades humanitárias, como o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, o Acnur, e a ONG de Direitos Humanos Conectas.

Durante o soft opening da Smart Fit: o superintendente do Pátio Roraima, Fabiano Guerra, ladeado por Odair Júnior, proprietário da Academia, e por Gustavo Vicco, da Vicco Construções, empresa responsável pela obra

Beneficente
* A renda da festa de lançamento da música e campanha #somostodoshermanos, na Casa do Neuber, foi destinada ao projeto Acolher. Além de Neuber Uchôa e da Banda Jamrock, subiram ao palco Líber Uchôa e a descolada Bolivar Blues. Ainda teve a participação de Marcos Terra.
* E assim, aos poucos, o bem vai vencendo o mal. A solidariedade, o acolhimento e o respeito vão tomando o lugar do egoísmo cruel, do preconceito e da xenofobia. Graças a Deus e às pessoas de boa vontade como os artistas de Roraima.

Smart Fit
* A academia mais inteligente do Brasil, a Smart Fit, inaugurou no Pátio Roraima Shopping de modo soft opening esta semana. Completamente equipada, com equipamentos modernos e novos, o espaço está localizado no primeiro piso do shopping, próximo à Bemol.
* A partir de segunda-feira, 20, a Smart Fit estará funcionando 100% aos clientes. Que tal se matricular e dar mais qualidade à sua vida? São planos a partir de R$ 59,90.

 Clayton Rasec, inaugurando idade nova neste sábado

Hoje
* E por falar em Pátio Roraima Shopping, o sábado será dos mais movimentados pelos lados de lá.
* Além da chegada de Papai Noel e da inauguração oficial da decoração natalina, a noite tem um imperdível show.
* Trata-se do espetáculo Tributo a Tom Jobim e Vinicius de Moraes, na voz de Mário Cantuária, parceria do Pátio com a Usina da Arte e o Grupo Folha.

Na Praça
* O jovem artista roraimense Carlos Daniel, famoso por ser imitador oficial da Xuxa Meneghel, está mesmo em alta. Integrante do Programa Café com bobagens, onde faz o papel de Xuxinha da Trans, na Rádio Transcontinental, agora ele está na TV.
* Tem a partir de agora participação especial no Programa A Praça é Nossa do SBT.

A princesinha Melissa Fassi, ficando um ano mais preciosa

#Rápidas
* A página de hoje é dedicada à querida xará Shirley Brito, que recebe kilométricas homenagens neste sábado, por conta de sua troca de data.
* Também inaugurando idade nova hoje Tânia Haten, Roberto de Carvalho, Julio Mourthe e Edson Leite.
* Amanhã, quem inaugura idade nova são Dr. Alci da Rocha, coronel Dagoberto Gonçalves, Simone Queiroz e Dr. Lucio Távora.
* O centro das atenções da Macuxiland, hoje à noite, será o Antique Pub, onde, além do show da Banda Blue Cats, terá a apresentação do cantor Supla.
*Procura-se um cãozinho da raça Yorkshire, de nome Mamute, que fugiu nesta sexta-feira, 17, da residência na Avenida Getúlio Vargas, 1448, próximo à Faculdade Cathedral. Contato: 98111-0074.

PERFIL

Ana Luiza Pinto: “O espírito de artista me acompanha desde criança”

Ana Luiza Pinto é roraimense, filha de Lindalva e Túlio Pinto. Em dezembro deste ano se formará em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Roraima. Ela assume que, embora saiba da responsabilidade de projetar e edificar o ambiente habitado pelo ser humano, a música é a sua grande paixão. E é como cantora que quer seguir carreira, tanto que adotou o nome artístico Ana Lu. Já gravou CD, fez shows em Porto Velho, Ji-Paraná e Cacoal (RO), Manaus (AM), Rio de Janeiro (RJ) e agora está com a turnê Luz e Som, que vai passar por Boa Vista nos dias 22 e 23 deste mês, além de outras cidades da Região Norte.

*Parte de sua família é ligada à atividade esportiva. Por que a música?
Minha mãe e os meus tios Lúcia e Mário têm uma linda história com a saúde física. Eu sempre fui afeita às artes, desde criança, seja desenho, pintura, poesia, artesanato, moda, coral, piano... Acho que foi só questão de tempo de me reencontrar com a música depois de muito tempo com os sonhos de infância adormecidos.

*Como a música entrou em sua vida?
O espírito de artista me acompanha desde criança. Desenhava bem, escrevia poesias e ganhei concursos, fiz coral por quase quatro anos e aulas de piano. Sempre gostei de ouvir música, saber cantar as letras. Mas foi em 2012, quando comecei a tocar violão e entrei para a banda da Universidade como vocalista, que a música dominou tudo na minha vida.

*Quando decidiu seguir carreira como cantora?
O ano de 2014, em Porto Velho, foi fundamental para mim, pois conheci músicos e fiz parcerias especiais. Tranquei o curso na UFRR por dois períodos e fui me dedicar à música, me matriculando na Escola de Música Villa-Lobos, no Rio de Janeiro, para um módulo de ensino básico, em 2015. Ao terminar o curso de música, vi que precisava de um trabalho, de um CD, então voltei para Porto Velho com foco de reunir os músicos que conheci em uma banda para criarmos e gravarmos meu primeiro CD.

*E sobre Arquitetura e Urbanismo?
Amo Arquitetura e Urbanismo, mas enquanto o CD estava sendo finalizado e fabricado, senti que deveria aproveitar esse tempo e concluir o curso que, inclusive, estou terminando este ano. Assim, finalizando esse projeto que estava em aberto, sigo com meu plano de continuar com 100% do meu foco em minha carreira como cantora e compositora.

*Qual a opinião de seus pais sobre sua decisão de cantar, ao invés de atuar como arquiteta?
Meus pais sempre me apoiaram em minhas decisões. Antes, quando nem eu mesma entendia por que não me entusiasmava com o curso, eles se preocupavam com essa questão. Mas quando comecei a cantar e me reencontrei na música, eles também viram e entenderam que era essa a minha missão, e mais uma vez me deram seu apoio.

*Qual o seu estilo musical?
Reggae. Mas também componho música Pop, tenho muitas influências do Rock, do Rap e da MPB. Então acabo escrevendo músicas com pegadas variadas. Mas minha raiz está no Reggae, como se vê fortemente nesse primeiro CD, que possui 12 faixas de minha autoria.

*As músicas que você canta são de autoria própria ou de parceiros?
São de autoria própria, apenas uma foi colaboração com um músico de minha banda. Gosto de cantar minhas composições, mas também gosto muito de colaborações.

*Como está sua agenda por conta da turnê Luz e Som?
Para este fim de ano está muito corrida, pois além de eu mesma administrar minha carreira e todas as atividades relacionadas, com o apoio da produtora Fita Crepe (Porto Velho/RO), também concluo o curso de Arquitetura e Urbanismo, então o CD e o TCC estão tomando todo meu tempo.

*Algum show ou apresentação marcou você e por quê?
O show de lançamento do meu CD, em 30 de setembro deste ano, em Porto Velho. Foram quase dois anos de trabalho, muitos colaboradores que acreditaram no projeto e a união de artistas que também correm atrás de seus sonhos. Por essa oportunidade sou muito grata à Criativa Eventos. Inclusive, agradeço também os "padrinhos" dele, a senadora Ângela Portela e o deputado Flamarion Portela, que apoiaram a produção deste projeto.

*Sobre projetos futuros...
Continuar circulando a Região Norte para a divulgação do Luz e Som e, posteriormente, conquistar outras regiões do país. 2018 será um ano de muito trabalho e crescimento. Espero levar o nome de Roraima para altos ares, assim como de Rondônia que tanto me acolheu e enriqueceu. Pretendo representar sempre bem a nossa Amazônia através da arte.

*Qual frase tem sido sua companheira nesses 27 anos de vida?
Tudo acontece no momento certo, persista.

Shirley Rodrigues
shirleyfolha@hotmail.com
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Social
+ Ler mais artigos de Social