Por Folha Web
Em 07/12/2017

GRAFITA RR
Programação da 4ª edição tem início nesta quinta-feira

O Grafita RR, em parceria com a ONG ACNUR, abriu o evento com pintura realizada por mulheres nos muros do Estádio Ribeirão, próximo ao abrigo dos refugiados venezuelanos. As pinturas retratam o tema violência contra a mulher

Um dos eventos mais aguardados pelos acadêmicos da Universidade Federal de Roraima (UFRR) inicia nesta quinta-feira, 7: o Grafita Roraima. Em sua 4ª edição, o projeto acontece em parceria com o curso de Artes Visuais da instituição e deve reunir não só os acadêmicos, mas toda a sociedade em um evento com muito grafite, música e dança. A programação segue até o dia 9 de dezembro e será gratuita.

Os interessados em participar das oficinas devem se inscrever em uma das três unidades onde serão realizadas as atividades: Escola Antônio Carlos da Silva, Maria das Dores e Colégio de Aplicação. Para participar, é necessário ter material de pintura, como tinta de spray arte urbana, tinta acrílica e pincéis.

Programação:

07/12/2017 – Escolas
9h -Credenciamento nas escolas

Escola Estadual Professor Antônio Carlos da Silva Natalino

9h – Oficina de Grafite (Ricardo/Hulk/Tom) – manhã
9h – Oficina de Muralismo (Artêmio/Roccio/Yeccika) - manhã
14h- Dança Urbana (Muçulmano) - tarde
Escola Estadual Professora Maria das Dores
9hs – Oficina de Grafite – (Raiz/Erê/Nacélio) - manhã
14hs – Oficina de Muralismo (Artêmio/Roccio/Yeccika) - tarde
Sábado dia 9 – 9hs Oficina de Fotonovela (Eduardo) - tarde

Colégio de Aplicação
9hs – Oficina de Grafite - (Adonay/Lobão/ Arab/Emerson) - manhã
9h – Oficina de Pintura Corporal (Maria/Diana/Luis) - manhã
14h – Stencil (Fred/Folha) - tarde
18h Mesa de Abertura – Auditório Alexandre Borges/UFRR
18h30min Histórico dos Grafita Roraima
19h Mesa redonda: Artistas convidados
21h Coffee Break

08/12/2017 – Alexandre Borges e nas Escolas
9h Grafite na Escola
Escola Estadual Professor Antônio Carlos da Silva Natalino
Fórum (Folha/Adonay/Hulk/Raiz/Maria/Luiz)

Colégio de Aplicação
14h Grafite na Escola
Escola Estadual Professor Antônio Carlos da Silva Natalino
Fórum (Folha/Adonay/Hulk/Raiz/Maria/Luiz)

Colégio de Aplicação
18h – Encontros com a Educação – Apresentação dos projetos dos alunos do curso de formação continuada do Polo Arte
18h – Intervenção no Festival Jandaia-Sol (Feira de Artes) – Parque Anauá
09/12/2017 – Escolas / Velia Coutinho / Art Pub
9h Grafite nas escolas

Escola Estadual Professor Antônio Carlos da Silva Natalino
Escola Estadual Professora Maria das dores
Colégio de Aplicação
18h - Velia Coutinho – Batalha de B.boy
22h - Art Pub-Apresentação de Grupos de Rap
Encerramento

É VERÃO NA CASA DO NEUBER

Nesta quinta-feira, 7, a Casa do Neuber dá as boas vindas ao mês de dezembro e ao início do verão, um dos períodos mais aguardados pela população boa-vistense regado a férias, música e comidas regionais. Para comemorar, a Casa recebe as bandas Bolívar Blues e Jamrock. O pré-show fica por conta da família Uchôa. Quem compartilhar o post de divulgação nas redes sociais ganha desconto especial na entrada. Os portões estarão abertos a partir das 19h.

A Casa do Neuber fica localizada na Rua Paulo Pereira, 206, bairro São Francisco.

TRIO RORAIMEIRA
Neuber, Eliakin e Zeca Preto levam o som de Roraima ao Amapá

Neuber Uchôa, Eliakin Rufino e Zeca Preto são ícones da música roraimense. Com composições que mesclam música e poesia, o trio foi convidado pela Prefeitura de Macapá para participar do projeto Projeção Cultural no Meio do Mundo. Com apoio da Prefeitura de Boa Vista, o trio embarcou para Macapá e se apresenta nesta quinta-feir, 7. A programação conta com apresentações musicais, de teatro, dança, literatura, artes visuais, audiovisual, e cultura popular com grandes nomes da Amazônia.

Roraimeira – Na estrada há 34 anos, o trio já se apresentou em várias cidades do País, representando Roraima com muito amor às raízes, prezando pela estética dos costumes, fauna, flora e povos indígenas, além de toda a riqueza cultural advinda da miscigenação. No último ano, o trio se apresentou em Curitiba/PR, no Centro Cultural da Caixa, em dois shows que foram sucesso de público e crítica. Neuber, Eliakin e Zeca Preto são referências para as novas gerações de artistas de Roraima e de toda a Região Norte, tendo suas músicas e poesias como objetos de estudo nas salas de aula, inclusive, da Universidade Federal de Roraima.

JANDAIA-SOL
Festival de artes integradas acontece neste final de semana na Praça do Mirandinha

Quem se lembra da Feirinha de Artesanato que iniciou na Universidade Federal de Roraima e esteve presente no Festival Tomarrock? A feirinha cresceu, se tornou itinerante e se transformou em um festival: agora chama-se Jandaia-Sol. Nesta sexta-feira, 8, e sábado, 9, o festival estará na Praça do Mirandinha, com uma feira de artes com mais de 30 artistas locais, sarau de poesia, dança, grafite e shows musicais.

Confira a programação:

07/12
(9h – 12h) - Sala 140 – Bloco 1 UFRR: OFICINA DE TEATRO com Companhia Meio Fiu

08/12
16h – Feira de Artes com mais de 30 artistas locais

17h – SARAU DE ABERTURA com os poetas convidados: Ágda Caroline, Elisa Coimbra, Carol Alcoforado, Brendo Oliveira e Neto Freitas

Música por conta de Niel Alencar

Microfone aberto

18h – Intervenção de Grafite – Grafita RR

21h – Show banda Antigo Sofá

21:30 – Show Banda De Um

09/12

16h – Feira de Artes com mais de 30 artistas locais

20h – Apresentação de Dança Ballet Moderno “Meu Lar” – Bailarinas Aila e Emihaylla

20:30min – Show de Serginho Barros

21h – Show Trizuka

21:30 – Show Marambaya

UM FESTIVAL

A contagem regressiva para a primeira edição do Um Festival começou: faltam apenas 8 dias! O festival tem uma proposta inovadora, com shows mais intimistas, que tem o objetivo de aproximar o público e os artistas. O festival será na próxima sexta-feira, 15, a partir das 18h, na Praça do Mirandinha.

Segundo Gleyson Vaz, um dos organizadores do evento, o Um Festival surgiu através da ideia de evidenciar as produções locais, abrindo espaço para as bandas de Boa Vista, independente do seu estilo. As atrações confirmadas para esta edição são: The Joy, De Um, Antigo Sofá e Vinícius Tocantins.

Além dos shows, o festival contará também com a arrecadação de roupas e alimentos não perecíveis para serem doados aos venezuelanos, exposições artísticas de estudantes de Artes Visuais da UFRR, intervenção de grafite ao vivo e venda de camisetas. “Queríamos agregar outros elementos ao festival além da música e as atividades complementares estão ajudando nisso. O festival ainda nem aconteceu e já estamos pensando no próximo e na possibilidade de trazer alguém de fora”, destacou Gleyson.

As camisas do festival já estão disponíveis sob encomenda pelo telefone 99165-9990 e também estarão à venda no dia do evento ao valor de R$30

Folha Web
jornalista@teste.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Canoa Pop
+ Ler mais artigos de Canoa Pop