Boa Vista Terça-feira, 02 de setembro de 2014
Ano XXXIV
Edição 5572
Um Jornal Necessário

Página Inicial
EDITORIAS
Cidades
Especiais
Esportes
Opinião
Polícia
Política
Variedades
COLUNAS
Área de Luta
Avivamento
Jessé Souza
Minha Rua Fala
Okiá
Parabólica
Shirley Rodrigues
Comentar   Imprimir
  Enviar por E-mail
















Data: 22/02/2014


Fonte: A A A A

Em Baixa
* O Programa do Governo Federal “Minha Casa, Minha Vida”, sempre foi elogiado pelo fato das casas serem entregues toda na cerâmica. Mas, para a surpresa de todos, as unidades do Conjunto Auaris (Cidade Satélite), só tem cerâmica no banheiro e na cozinha, nas demais dependências é cimento batido mesmo. Pior do que isso, só mesmo o governador Anchieta Jr. e seus secretários na inauguração, como se fosse o Governo do Estado que tivesse construído as casas e não a CAIXA.
Em Alta
* O Sebrae escolherá dez games empresariais educativos que apresentem o mundo dos negócios aos jovens universitários. Para tanto, lançou, em nível nacional, o 2º Concurso de Desenvolvimento de Jogos Digitais, para incentivar o mercado de desenvolvedores de pequeno porte e disponibilizar um produto que possa ser utilizado na plataforma do Desafio Universitário Empreendedor. Os interessados encontrarão o regulamento completo no: https://concursodesenvolvimentodejogos.sebrae.com.br, onde podem fazer inscrições até 4 de abril.

A fotógrafa Wanderlania Vieira e seu noivo, Emerson Freitas, que veio de Ribeirão Preto passar uns diazinhos com a bela (Foto: Emerson Freitas)

 

 

Da Odontologia
* O Conselho Federal de Odontologia está reunido, desde ontem, em Manaus, com presidentes de conselhos da região Norte e o coordenador da região, o cirurgião-dentista de Roraima, Luís Eduardo Albuquerque e hoje realizará uma assembleia conjunta.
* A ideia do CFO é discutir dificuldades e identificar soluções para temas de interesse da Odontologia. O presidente do CRO-RR, Rodrigo Matoso, também está participando do encontro.

É Hoje
* É neste sábado o Baile do Hawai no Espaço Cultural Marreta, com animação do grupo Samba Choro Brasil e apresentação da bateria da Escola de Samba São Vicente.
* A decoração promete ser das mais originais e a animação repleta de marchinhas de carnaval e samba no pé. (9962-8763)

Encontro
* Será a partir das 10h, o Coffee House Music, da Igreja Batista Monte Sinai (Rua Acre, 838 - Bairro dos Estados), neste sábado.
* A ação, que as abre as atividades de integração entre os membros e a comunidade, já faz parte do calendário de eventos da igreja, tem entrada franca, com praça de alimentação e muita música. (3623-6211).
 
Encontro
II
* O comandante do 6º Bec, Tenente coronel, José Fernandes Filgueiras Filho e demais integrantes do Batalhão Simon Bolívar, receberão convidados hoje, às 11h, no próprio quartel para um evento especial.
* Trata-se do “Encontro dos Antigos Bequianos”, que será celebrado com um almoço.
 

 

 

 




Ligia Helena e Roberto Santos (Cacau Show), com a herdeira Maria Clara

 

 

 

Gospel
* Hoje, às 17h, e amanhã, às 18h, acontece o “II Festival Unidos no Aposento Alto”, na Rua Raimundo Alves de Souza, 1015 – no final da Av. S-04, bairro Senador Hélio Campos.
* Serão várias atrações, nacionais e internacionais. Entre as atrações, Eustaquio Lima, William Romero, Luiz Young e Banda Gentil. informações: 9124 6992.

Trânsitolivre
* Inaugurando idade nova neste sábado, a jornalista Iara Bednarkuck, o juiz Jesus do Nascimento e Renato Braga.
* Amanhã, quem troca de data é Evandro Pereira, Maria Eliane Gomes Leite e Socorro Peixoto.
* A Universidade Estadual de Roraima realizou na última quinta-feira, cerimônia de colação de grau de 76 alunos, no Espaço Domus.
* Lançado na última quinta-feira, na Videoteca do Palácio da Cultura, a 5ª edição do Festival de Música Canto Forte. O Festival é realizado por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultural, com o patrocínio da Rebouças e CIA e da UFRR. As inscrições se encerram no dia 4 de abril.
* Este ano, o evento vai ocorrer no Centro Amazônico de Fronteiras da (UFRR), e a apresentação das 22 músicas que forem selecionadas será nos dias 8, 9 e 10 de maio a partir das 21h.





 

 

 

 

 
 
A cirurgiã-dentista Sirramy Freitas, inaugurando idade nova neste fim de semana

 

PERFIL

Foto: Edilson Rodrigues

Frase:
“Que os atletas nunca desistam de seus sonhos e continuem focados nos treinos para que alcancem seus objetivos de vida”

Victor Hugo Bezerra França é um roraimense de 22 anos. Ele é estudante de Educação Física, no Centro Universitário Clarentiano. Depois de formado, pretende atuar como professor em escolas e como personal trainner em academias da cidade. Além da faculdade, o jovem divide seu tempo com o trabalho de instrutor de musculação na academia “Corpo em Ação” e com os treinos como atleta de powerlifting na academia Mauro Lima, uma modalidade esportiva pouco difundida em Roraima, mas que lhe rendeu o título de campeão brasileiro no ano passado, em São Paulo.


*Desde quando quis ser atleta?
Desde o ano de 2004. Eu tinha 13 anos de idade quando iniciei meus treinos de musculação na Academia Mauro Lima, influenciado pelo meu treinador Mauro Lima e pelo meu pai Paulo França, ambos atletas de powerlifting.

*Mas, de fato, quando começou a sua carreira de atleta de powerlifting?
 O primeiro campeonato que participei foi no ano de 2005, mas somente no ano de 2006 consegui subir no pódio, como segundo lugar. Desde então, a grande maioria dos meus resultados foram primeiros lugares, com poucas exceções em segundo lugar.

*O que é powerlifting?
É uma modalidade esportiva que consiste no levantamento de peso, levando-se, em consideração, três movimentos: Supino, Agachamento e Terra. Para cada atleta são permitidas três tentativas de cada movimento e a melhor é valida para o final da competição. Vence quem conseguir levantar a barra mais pesada proporcionalmente ao seu peso.

*O que levou você a ser atleta dessa modalidade esportiva?
Foi a convivência dentro de casa com meu pai, que é atleta dessa modalidade esportiva, e com a amizade com outros atletas no ambiente da academia de musculação. Isso despertou em mim o desejo de competir. Meu treinador identificou em mim o potencial para a prática desse esporte de força. Com o tempo, fui conquistando títulos e peguei gosto pelo espírito competitivo e pelo ambiente dos campeonatos.

*Como é a preparação de quem pratica essa atividade esportiva, pensando em competir?
O treinamento é de quatro a cinco vezes por semana. No meu caso, divido entre o período de treino moderado e período de treino intenso. Quando a competição está longe o treino é moderado, com muitas repetições e carga menor. Quando a competição se aproxima (dois a três meses antes), o treino torna-se pesado, com menos repetições e maior carga, até chegar ao máximo de força do atleta.

*De quantos campeonatos você já participou?
Mais de vinte campeonatos de powerlifting, como a Copa Norte, que acontece todos os anos em Manaus e Boa Vista; Campeonato Amazonense; Campeonato Roraimense; Campeonato Norte – Brasileiro de Esporte de Força; e Campeonato Brasileiro.

*Destes, quais os mais importantes e por quê?
O Campeonato Brasileiro de Powerlifting. Por ser o maior evento nacional, e a Copa Norte por ser o maior evento do Norte do país. Nos quais eu consegui o 1º e 2º lugares.

*Há algum campeonato que acontecerá este ano do qual você pretende participar?
Sim. O mais importante é o Campeonato Brasileiro de Powerlifting. Mas também acontecerão outros vários regionais e locais ainda este ano.

*O que falta para confirmar sua participação?
Para ir para Campeonato Brasileiro falta patrocínio para as passagens e despesas de hospedagem e alimentação. Assim como as taxas obrigatórias de antidoping, a taxa de anuidade da federação roraimense e taxa de inscrição por atleta.

*Onde você pretende chegar como atleta de powerlifting?
Pretendo vencer outra vez o campeonato brasileiro, neste ano, na categoria “raw” (sem equipamento), assim, classificando-me para o Campeonato Sul-americano, que acontecerá em julho, no Equador.

*Nesse momento, sua preparação está como?
No momento meu treino está pesado, visando a próxima Copa Norte, no mês de março, dia 16, aqui em Roraima.

*Quais as maiores dificuldades que um atleta costuma passar?
Falta de incentivo para o esporte e falta de patrocínio são as maiores dificuldades que tenho enfrentado todos estes anos na prática do powerlifting. Um destes incentivos poderia ser a doação de bolsas para atletas, o que já acontece em outros estados da Federação, mas o estado de Roraima ainda deixa a desejar.

*Qual mensagem você deixa para os atletas, independente de qual modalidade eles pratiquem?
Que nunca desistam dos seus sonhos, de seus objetivos. Continuem focados nos treinos para que, com isso, alcancem seus objetivos de vida. Mesmo sem incentivo ou que outros digam que você não irá conseguir, acredite em você! Esse é o espírito do campeão.

 

 


.: Publicidades :.






Assinatura Voltar à Página Principal Denúncias Classifolha Fale Conosco Voltar à Página Principal
Copyrigth © 2014 - Folha de Boa Vista - Todos os Direitos Reservados
Voltar à Página Principal Classificados Denúncia Expediente Assinatura Voltar à Página Principal